Publicidade

Notícias de saúde

Pesquisadora Recebe Indenização

A pesquisadora e biomédica Yeda Lopes Nogueira do Instituto Adolfo Lutz será indenizada pelo também pesquisador científico do Instituto Butantã de São Paulo, Carlos Augusto Pereira por plagiar o trabalho de pesquisa sobre produção de vacinas anti-rábica.

Ela desenvolveu uma pesquisa sobre a alta sensibilidade que a célula Maccoy apresenta com a relação ao processo de inoculação do vírus rábico.

Suas pesquisas começaram no Instituto Pasteur e no ano de 1983 ela se transferiu para o Instituto Adolfo Lutz dando continuidade aos trabalhos. Os resultados foram registrados no Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

Além disso, o trabalho foi publicado no Jornal de Métodos Virológicos na Inglaterra, e tinha como objetivo a produção de vacina anti-rábica veterinária e humana com menor custo e em larga escala.

A terceira turma do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou que o pesquisador Carlos Augusto Pereira pague a biomédica por danos morais, o valor de cem mil reais, que devem ser corrigidos a partir do início do processo. Foi estabelecido ainda na sentença, o encaminhamento dos resultados do julgamento para a Finep – Financiadora de Estudos e Projetos, Instituto Adolfo Lutz e Pasteur e Butantã.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: