Publicidade

Notícias de saúde

Dia Nacional do Idoso

27 de setembro de 2006 (Bibliomed). Expectativa de vida dos brasileiros sobe de 66 para 71 anos.

As estatísticas apontam que a expectativa de vida está aumentando em todo o mundo. Os novos números do IBGE confirmam que o Brasil é hoje, um país de meia idade. Estima-se que em 2050 o números de idosos no Brasil será igual ao número de jovens, o que representa 18%.

Mas como atingir a terceira idade com a saúde de um jovem? O que é preciso fazer para se ter uma vida longa? Para abordar essas e outras questões relevantes a todos nós, no Dia Nacional do Idoso, 27 de setembro (quarta-feira), às 7h30, o Sesc Rio vai realizar um mutirão de saúde, esporte e educação, com diversos serviços e atividades gratuitos, na Igreja Santo Afonso, (R. Major Ávila).

No Estado do Rio de Janeiro 751.637 pessoas têm mais de 60 anos, o que corresponde a 16,7% da população com mais de 60 anos.

A idéia é incentivar as pessoas para que tenham uma velhice tranqüila, através de ações que estimulem o corpo e a mente. A programação da comemoração engloba além de Tae-chi-chuan, aulas de ginástica, alongamento e ioga. Cinco tendas serão montadas onde serão oferecidos serviços de aferição de pressão arterial, testes de glicose e colesterol, auto-exame da boca, oficina de boca, orientação nutricional e palestras sobre diabete e colesterol. A novidade fica por conta da oficina contra a depressão. A apresentação de teatro que trabalha o Estatuto do Idoso, oficinas de artesanato e pílulas de poesia também fazem parte da programação. Folhetos explicativos sobre o controle da obesidade, diabete, hipertensão, o sedentarismo e o stress (distribuídos para a população em geral) serão distribuídos.

Dia: 27 de setembro - 4ª feira horário: 7h30 às 17h30 Local: Igreja Santo Afonso ( R. Major Ávila,131)

Mais informações: Ludmila Benevides- Assessoria de Imprensa Sesc Rio 21-3138-1619 www.sescrio.org.br

DDT volta a ser usado no combate à malária

27 de setembro de 2006 (Bibliomed). A Organização Mundial de Saúde (OMS) acaba de anunciar que a utilização do inseticida DDT, irá novamente se tornar uma peça fundamental nos seus esforços de combate à malária. A OMS está agora recomendando o uso da substância no interior das casas, não apenas nas áreas de epidemia, mas também em locais onde a malária se mantém com taxas constantes e com altos índices de transmissão. A decisão vem quase trinta anos após o DDT e outros inseticidas terem sido abandonados, no controle da malária.

A Organização Mundial de Saúde promovia ativamente o uso de spray de DDT no interior das casas, para controle da malária até o início dos anos 80; naquela ocasião, entretanto, preocupações com a saúde das pessoas expostas ao inseticida e também preocupações com o meio ambiente levaram a organização a suspender o uso da substância, passando a colocar suas prioridades em outras maneiras de prevenção.

Extensas pesquisas e testes feitos desde então demonstraram que, desde que bem aplicado, o DDT pode ser usado no interior das casas, sem que venha a se constituir em elemento de perigo para os seres humanos, ou para o meio ambiente.

O texto integral do comunicado da OMS pode ser lido no endereço http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2006/pr50/en/index.html

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: