Publicidade

Notícias de saúde

Gordinhas são piores na escola

22 de setembro de 2006 (Bibliomed). Estar acima do peso pode afetar as meninas em idade escolar, tanto do ponto de vista acadêmico como social. E estas alterações podem se iniciar até mesmo no pré-escolar.

Isto é o que indicam os resultados de um novo estudo, publicado na revista International Journal of Obesity, de setembro de 2006.

Na pesquisa, investigadores analisaram cerca de 7000 crianças americanas, que haviam sido admitidas na pré-escola entre os anos de 1998 e 1999, e que foram acompanhadas até o final do terceiro ano escolar. Foram obtidas informações acerca de seu índice de massa corpórea (IMC) e de seu desempenho acadêmico.

Os resultados mostraram que 9% das crianças estavam acima de seu peso ao serem admitidas na pré-escola, e assim permaneceram até o terceiro ano. Outras 8%, que não tinham o excesso de peso ao entrarem na pré-escola, haviam passado a apresentarem esta condição até o final do terceiro ano.

Os pesquisadores verificaram que os testes de leitura e de matemática foram significativamente melhores entre as crianças de peso normal, quando comparadas com aquelas que tinham sobrepeso desde o início, e com aquelas que desenvolveram esta condição durante seus primeiros anos escolares. Porém, este tipo de achado foi muito mais observado entre as meninas do que entre os meninos.

Segundo os investigadores, os resultados dessa nova pesquisa confirmam dados anteriores, de que o excesso de peso tem um efeito particularmente negativo no desempenho acadêmico e social das meninas.

Fonte: International Journal of Obesity, Sept. 1, 2006; vol 30: pp 1449-1460.

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: