Publicidade

Notícias de saúde

Fatores sociais no início da vida podem afetar a atividade física dos adolescentes

10 de maio de 2006 (Bibliomed). Os benefícios da atividade física na saúde já estão bem estabelecidos, sendo que algumas agências de saúde a incluíram em suas metas de saúde pública. Fatores sociais e comportamentais, na fase inicial da vida, podem ser mais importante que as características biológicas precoces, em determinar os níveis de atividade em adolescentes jovens.

Embora a maioria das doenças crônicas associadas ao sedentarismo se manifeste tipicamente em adultos, é cada vez maior o entendimento de que essas doenças têm início na infância e adolescência. Isto enfatiza a necessidade de estudos que apontem os fatores determinantes da atividade física nessa faixa etária.

Com esse objetivo, pesquisadores da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, realizaram um estudo prospectivo com 4453 indivíduos. O artigo foi publicado no número mais recente da revista British Medical Journal e mostrou, que a prática de atividade física em adolescentes, não parece ser programada por fatores fisiológicos na infância.

Os resultados mostraram que a prevalência de um estilo de vida sedentário, na idade de 10 a 12 anos foi de 58,2%. Fatores de risco para um estilo de vida sedentário na adolescência foram o sexo feminino, uma renda familiar alta ao nascimento, um nível alto de educação materna, e baixa ordem de nascimento. Níveis de atividade física aos 4 anos de idade foram inversamente relacionados a um estilo de vida sedentário na idade de 10-12 anos.

Fonte: British Medical Journal, Volume 332, 29 April 2006, Pages 1002-1007.

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: