Publicidade

Notícias de saúde

Substância Poderá Ajudar a Tratar Choque Séptico

NOVA YORK (Reuters Health) - No choque séptico o sistema imunológico do corpo trava uma luta contra uma grave infecção, fazendo com que a pressão arterial caia subitamente. Os resultados de um novo estudo sugerem que parar a ação das danosas moléculas de radical livre liberadas durante a luta do corpo contra a infecção severa pode ajudar a salvar vidas. O choque séptico leva a uma taxa de mortalidade de 50 por cento.

"Queremos descobrir o que aconteceria se pudéssemos varrer esses radicais livres e então verificar como afetam o controle da pressão arterial", disse a coordenadora do estudo Heather Macarthur da Escola de Medicina da Saint Louis University, em entrevista à Reuters Health.

Os pesquisadores sabiam que a morte por choque séptico geralmente ocorre quando o sistema cardiovascular não responde mais a substância produzida pelo organismo como dopamina e norepinefrina que ajudam a manter a pressão sanguínea. A duas, também usadas como droga, são destruídas por altas quantidades de radicais livres encontrados no choque séptico. Os radicais livres são substâncias resultantes do excesso de oxigênio no corpo e podem causar danos ao material genético da célula.

A equipe investigou uma nova maneira de prevenir as etapas que levam a baixa ameaçadora da pressão sanguínea em pacientes com choque séptico, usando um tipo de droga chamada SOD mimética. A SOD (enzima superóxida dismutase) é encontrada normalmente no corpo e ajuda a prevenir a formação de radicais livres.

Os pesquisadores esperam que uma droga que imita essa ação possa ajudar a prevenir quedas perigosas na pressão arterial em pacientes infectados.

Os cientistas estudaram a atividade do SOD mimético em ratos. A droga feita pela MetaPhore Pharmaceuticals de Saint Louis (Missouri) foi dada a ratos com choque séptico com bons resultados, conforme relatado na edição de 15 de agosto do Proceedings of the National Academy of Sciences.

"Nosso estudo mostrou que 90 por cento dos ratos tratados com a droga por nove horas se recuperaram do choque séptico, comparados a apenas 10 por cento de sobreviventes em (animais) não tratados", disse Macarthur à Reuters Health.

"Descobrimos que tivemos sucesso em reverter o choque séptico depois de iniciado. Verificamos uma reversão na queda da pressão sanguínea e na reatividade (dos suportes químicos naturais da pressão arterial)", explicou a pesquisadora.

A MetaPhore pretende começar os testes clínicos de uma dessas drogas no final do ano e de outras duas na primeira metade do ano 2001. Em uma declaração, a companhia afirmou que os SOD miméticos também podem ajudar outras doenças além do choque séptico como câncer, artrite reumatóide e derrame.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: