Publicidade

Notícias de saúde

Estudo Identificada Genes Envolvidos em Crescimento de Tumor

Por Keith Mulvihill

NOVA YORK (Reuters Health) - Os pesquisadores já sabiam há anos que os tumores cancerígenos exigem sangue rico em nutrientes e que são capazes de desenvolver novos vasos sanguíneos para se alimentar. Buscando novas formas de tratar o câncer, cientistas especulavam se os vasos sanguíneos desenvolvidos pelos tumores seriam iguais aos vasos do próprio corpo. Agora, uma equipe de pesquisadores norte-americanos descobriu que a resposta é não: existe uma diferença molecular.

Diferenças muito específicas na atividade genética, que promove o crescimento celular, foram identificadas como sendo particulares dos tumores de câncer e não de células normais.

A pesquisa, publicada na edição de 18 de agosto da revista Science, aumenta as esperanças de que um tratamento tendo como alvo estes genes pode deter ou retardar o crescimento de vasos sanguíneos em tumores.

"Você já pode visualizar uma diferença física na estrutura celular em células tumorais comparadas a normais", disse o coordenador do estudo Brad St. Croix, do Centro de Oncologia Johns Hopkins, em Maryland. "Desse modo, levantamos a hipótese de que pode existir uma diferença molecular, mas não sabemos com certeza o que é e como ela acontece".

St. Croix e sua equipe estudaram células endoteliais que revestem vasos sanguíneos no corpo.

Quando eles compararam as células endoteliais normais com células colorretais cancerosas, descobriram 79 genes que se comportam de maneira diferente do que células normais. Destes, 46 genes foram descobertos como expressados em altos níveis em células endoteliais do tumor do que em células endoteliais normais.

"Estamos mais interessados nos genes que estavam expressos em excesso - estes são os que tendem mais a serem utilizados como alvo em tratamentos", disse St. Croix.

"O próximo passo é olhar esta lista e imaginar quais são mais úteis clinicamente - e isso não vai ser fácil", alertou St. Croix. "Também precisamos verificar mais extensivamente quais genes estão expressos somente nos vasos sanguíneos do tumor".

Tudo isso dá esperança aos cientistas, uma vez que mudanças normais em células endoteliais levam de meses a anos, comparadas ao crescimento celular em células tumorais, que é muito mais rápido - varia de dias a semanas. Entretanto, uma complicação seria que qualquer droga que iniba o crescimento de vasos sanguíneos pode interferir nos processos normais de cicatrização ou em alterações normais no ovário durante o ciclo menstrual.

Apesar disso, os cientistas esperam conseguir utilizar a diferença da célula que eles descobriram a seu favor - se eles conseguirem chegar a um tratamento que possa bloquear estes genes de serem ativados, eles podem deter o crescimento do câncer.

"Os genes descritos no estudo devem, portanto, fornecer uma fonte valiosa de estudos básicos e clínicos da angiogênese (a formação de novos vasos sanguíneos) humana no futuro", concluem St. Croix e sua equipe.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: