Publicidade

Notícias de saúde

Acidentes automobilísticos: a cor do carro pode ser um fator de risco?

23 de dezembro de 2003 (Bilbiomed). Em todo o mundo, 3000 pessoas morrem todos os dias vítimas de acidentes automobilísticos. O reconhecimento de fatores de risco passíveis de alteração é um importante passo para a prevenção desse tipo de óbito.

Um novo estudo publicado na revista inglesa British Medical Journal neste último fim de semana buscou investigar a relação entre acidentes de trânsito e a cor dos carros envolvidos nos mesmos. Os autores, das Universidades de Auckland e Sidney, na Austrália, observaram que carros da cor prata se envolvem menos em acidentes com vítimas fatais que veículos de cores mais escuras, como o marrom e o verde.

O estudo concluiu que carros de cor prata tiveram uma probabilidade 50% menor de se envolverem em acidentes com danos sérios do que carros de cor branca. Segundo os autores, aumentar a proporção de carros prateados poderia ser uma estratégia efetiva para reduzir os danos causados por acidentes automobilísticos.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: