Publicidade

Notícias de saúde

Sábado é dia de vacinação para crianças e mulheres

11 de Junho de 2002 (Bibliomed). A Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão executivo do Ministério da Saúde, marcou para o próximo sábado o início da campanha de vacinação contra a rubéola para mulheres em idade fértil, e a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. A vacinação contra a rubéola será feita nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Roraima, Amapá, Tocantins, Bahia, Ceará e Piauí. Nesses onze estados, existem 12,4 milhões de mulheres com idades entre 12 e 39 anos. A meta do Ministério é vacinar pelo menos 95% desta população, alcançando a imunização de 11,8 milhões de pessoas. A campanha começa no dia 15 de junho e termina em 5 de julho. Em 2001, uma campanha semelhante foi feita em São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rondônia, Acre, Goiás, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Maranhão. Mais de 14 milhões de brasileiras foram imunizadas. No Paraná, Rio Grande do Norte e Distrito Federal, a vacinação ocorreu antes mesmo da realização da campanha nacional.

A dose contra a doença tenta barrar o crescimento de casos da Síndrome da Rubéola Congênita, que causa seqüelas significativas no feto. A rubéola é uma doença leve, porém grave quando atinge grávidas. Ela pode levar ao aborto ou prejudicar o desenvolvimento do bebê, causando cegueira, surdez, problemas cardíacos e retardo mental. De 1997 a 2001, 201 casos da Síndrome foram registrados no País. Na campanha deste ano, a Funasa vai investir R$ 26,4 milhões. Estarão disponíveis nos postos de saúde cerca de 15 milhões de doses. A vacina é gratuita. Mesmo nos estados onde a campanha já foi encerrada, a dose continua disponível nos postos para a imunização das mulheres que não se vacinaram. A recomendação do Ministério é para que mulheres grávidas não tomem a vacina. Quem pretende engravidar, deve esperar um prazo de 30 dias após ter tomado a dose.

No dia 15, as crianças com menos de cinco anos também devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a poliomielite. O Ministério pretende imunizar 16,8 milhões de crianças. Estarão disponíveis 30,9 milhões de doses da vacina.

A segunda etapa da campanha nacional será feita em 24 de agosto, quando todas as crianças menores de cinco anos devem voltar aos postos para receber a segunda dose. No sábado, as doses de outras vacinas estarão disponíveis para que os pais atualizem o cartão de vacinas dos filhos. Também no dia 15, será realizada em 306 municípios a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Tétano Neonatal, que pretende imunizar 6,2 milhões de mulheres entre 15 e 49 anos; e a vacinação contra o sarampo na fronteira do Brasil com a Venezuela.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: