Publicidade

Notícias de saúde

Pessimistas podem ser deixados de lado pelos colegas

08 de Maio de 2002 (Bibliomed). Mais um motivo para cultivar o alto astral e deixar de lado aqueles pensamentos pessimistas, de que tudo de ruim irá acontecer com você: pesquisadores mostraram que as pessoas tendem a evitar a convivência com pessoas pessimistas, provavelmente porque vêm seu jeito negativo de ver a vida como uma desesperança geral, tristeza e depressão.

Um pessimista é alguém que pensa que as piores coisas vão acontecer com ele, e que se algo tem alguma chance de dar errado, seguramente vai dar errado. São pessoas que têm pouca ou nenhuma confiança no acaso, e muitas vezes deixam de tentar coisas novas por não acreditarem na chance de sucesso.

A Dra. Marie Helweg-Larsen, da Transylvania University em Lexington, Kentucky, liderou a pesquisa e observou que as pessoas, particularmente os americanos, preferem pessoas com atitudes otimistas e de alto astral porque estas preenchem o ideal de saúde tão cultuado. Por outro lado, pode ser que os otimistas evitem os pessimistas pelo medo de que os pensamentos negativos destes os torne tristes ou desconfortáveis.

Em um dos estudos, participantes leram textos sobre pessoas discutindo suas chances de sofrerem eventos desagradáveis na vida, como aquisição de doenças. Depois, os participantes disseram com quais pessoas, dentre as que leram, gostariam de se encontrar para conversar.

Em geral, as pessoas disseram preferir se encontrar com indivíduos que tinham características otimistas, possivelmente porque pessoas pessimistas tinham mais chance de serem menos divertidas e agradáveis. Em outro estudo, os participantes ouviram entrevistas de pessoas otimistas e pessimistas. Em alguns casos, os participantes receberam informações sobre o entrevistado, dizendo que o mesmo não tinha depressão e que era mentalmente estável. Em outros casos, não foram dadas informações adicionais e os participantes apenas ouviram a entrevista.

Quando os participantes sabiam que a pessoa entrevistada não era deprimida ou instável, tiveram menos chance de rejeitar a possibilidade de um encontro com ela do que quando não sabiam sobre o estado mental da pessoa. Isto sugere que as pessoas tendem a evitar os pessimistas com medo da depressão.

Por outro lado, a pesquisadora diz que estes resultados podem ajudar a explicar porque existem mais otimistas que pessimistas. Possivelmente, as pessoas tendem a assumir uma visão mais otimista com medo do estigma que vem sobre quem tem uma visão mais negativa do mundo.

Então, atenção: cuidado com seus pensamentos e sua forma de ver a vida. Além de ruim para você mesmo, que vai perder muito do brilho da vida pensando na chance de acontecerem coisas ruins, você ainda pode estar perdendo a chance de conhecer muita gente interessante apenas porque sua atitude inconscientemente a assusta. Todos estamos sujeitos a bons e maus acontecimentos durante a vida, e pensar que tudo só acontece com você pode ser fruto da falta de observação de seus semelhantes: será que só acontece mesmo com você?

A pesquisadora não concorda que aconselhamento possa ser uma forma eficiente de levar as pessoas a enxergar a vida de forma mais positiva. Esta é uma questão comportamental, e como toda questão assim, é de difícil mudança. Porém, é necessário apresentar os dados às pessoas, para que, quem sabe, elas os julguem por si sós e comecem uma mudança gradual de ponto de vista, que em última análise pode representar uma melhora na qualidade de vida.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: