Publicidade

Notícias de saúde

Números da epidemia de Aids na China são alarmantes

17 de Abril de 2002 (Bibliomed). Os números da Aids na China estão alarmando as autoridades de saúde. Estimativas apontam que o país tenha 850 mil soropositivos. Entretanto, os dados oficiais trazem estatísticas bem menores, o que revela a resistência dos pacientes em admitir o contágio. Até maio de 2001, os registros eram de apenas 30 mil portadores do HIV em uma população de mais de 1 bilhão de pessoas. Dos 30 mil soropositivos, cerca de 1,5 mil desenvolveram a Aids e quase 700 já tinham morrido. O avanço da doença na China é crescente. As estimativas pularam de 400 mil soropositivos, em 1999, para 600 mil, no ano passado. As mortes já podem ter chegado a 100 mil.

Especialistas alertam que a situação pode ficar descontrolada, se o governo não intervir energicamente no combate à transmissão do vírus. A Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que o país terá 10 milhões de soropositivos até 2010.

Os principais desafios para impedir a proliferação do HIV entre os chineses estão na redução do compartilhamento de seringas entre usuários de droga e na eliminação das transfusões ilegais de sangue. A transmissão por relações sexuais, segundo estimativas do governo chinês, responderia por apenas 7,2% dos casos.

As ações emergenciais não são necessárias apenas na China. O presidente Levy Mwanawasa, do Zâmbia, solicitou ao Fundo Global para a Aids a liberação de US$ 19 milhões para a compra de medicamentos, que serão fornecidos a preços mais baixos às vítimas da Aids naquele país. A intenção do governo é distribuir os coquetéis inicialmente na capital Lusaka e na província de Ndola e, posteriormente, no restante do país. O Zâmbia tem 11 milhões de habitantes. Cerca de 650 mil pessoas já morreram em decorrência da Aids.

O crescimento no número de casos da doença no mundo levou o astro Elton John ao senado norte-americano na última semana. O cantor pediu empenho dos políticos do comitê de Saúde, Educação, Trabalho e Pensão para frear a epidemia que assola o mundo. A fundação criada por Elton John arrecadou US$ 35 milhões nos últimos dez anos. O dinheiro é destinado ao tratamento e prevenção em 55 países. O cantor lembrou aos senadores norte-americanos que alguns programas prevêem medidas simples para o combate à doença. No Quênia, os ativistas ganharam bicicletas que permitem o acesso a um número maior de pessoas.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: