Publicidade

Notícias de saúde

Evento em São Paulo discute ações de controle de epidemia de Aids nas grandes metrópoles do mundo

Belo Horizonte, 13 de Fevereiro de 2002 (Bibliomed). Um evento importante será realizado na capital paulista nos dias 17 a 20 de fevereiro. O Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis e HIV/Aids da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo convidou especialistas de Pequim, Bombaim, Cidade do México, Buenos Aires, Lagos, Johannesburgo, Bangkok, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte para apresentarem suas estratégias de ação contra a Aids.

O seminário "São Paulo discute Aids nas grandes cidades", que será realizado no Centro de Convenções Pompéia (SP), terá como patrocinadores a Coordenação Nacional de DST-Aids do Ministério da Saúde, além da Unaids, pertencente à Organização das Nações Unidas.

Os organizadores esperam encontrar respostas adequadas sobre a melhor maneira de se controlar a doença nas megacidades. Normalmente, os projetos sugeridos e desenvolvidos pelas organizações internacionais de saúde têm um padrão voltado para cidades de porte médio.

A epidemia de Aids na maioria dos países convidados para o evento está localizada nas grandes áreas urbanas.

O número de casos de Aids no Brasil é de cerca de 210.447 pessoas (de 1998 a março de 2001). Desde 1996, são notificados, em média, 20 mil novos casos por ano. A transmissão heterossexual representa algo em torno de 26,6% dos casos notificados (1980-2001), a homossexual 17,2%, a bissexual 9,8% e o uso de drogas injetáveis é responsável por 18,5% dos casos registrados. Entre menores de 12 anos, a transmissão do vírus da mãe para o filho é responsável por 90% dos casos notificados.

Cerca de 50% das pessoas com Aids morreram. Estima-se que o País tenha cerca de 597 mil portadores do vírus HIV. Desse total, devem ser incluídas as pessoas que já desenvolveram Aids e excluídos os óbitos.

Diferente da notificação dos casos de Aids, os dados de portadores de HIV são baseados em estimativas. Em média, a pessoa infectada pelo HIV demora entre 8 e 10 anos para começar a desenvolver os sintomas da Aids. Só então é notificado o caso.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: