Publicidade

Notícias de saúde

Dia do Doador Voluntário de Sangue é comemorado no Brasil

Belo Horizonte, 26 de Novembro de 2001 (Bibliomed). Hemocentros de todo o Brasil comemoraram, ontem, o dia do Doador Voluntário de Sangue. Certificados, premiações e apresentações artísticas foram oferecidos às pessoas que já doaram sangue alguma vez na vida.

Por dia, são necessárias cerca de 5 mil bolsas de sangue no País, a grande maioria destinada aos pacientes submetidos a cirurgias. O número – uma exigência para se manter os estoques sob controle – é, na maior parte do ano, atingido.

A falta de bolsas de sangue é comum durante feriados e datas comemorativas, como Natal, Carnaval e outros eventos, quando é reduzida a quantidade de doações e elevado o número de acidentes.

Para comemorar a data, os hemocentros fizeram ampla programação. Em São Paulo, foi lançado o “Projeto Sangue Bom”, que é coordenado pelo Comitê Brasileiro para o Ano Internacional do Voluntário e pela Associação Brasileira de Voluntários do Sangue.

O alvo principal do projeto são jovens, em especial aqueles que acabam de completar 18 anos. Através dos hemocentros brasileiros serão enviados 40 mil cartões de aniversário aos adolescentes que atingem a maioridade, lembrando-os que, a partir dessa idade, já podem doar sangue. Em Minas Gerais, cerca de mil moradores que efetuaram mais de 15 doações ao longo da vida receberam certificados.

O voluntário à doação deve ficar atento às exigências para não perder tempo. Pessoas com idade entre 18 e 60 anos e peso superior a 50 quilos podem doar sangue, se estiverem clinicamente aptos. O voluntário não deve estar gripado ou com febre.

Quem teve doença de Chagas, malária, sífilis, câncer ou qualquer problema hematológico (no sangue) fica impedido de doar sangue. Usuários de drogas e pessoas com risco para doenças sexualmente transmissíveis também ficam impossibilitados.

Não podem doar sangue, por cerca de um ano, pessoas que fizeram tatuagem, colocaram piercing ou freqüentaram sessões de acupuntura. Mulheres grávidas ou em período de amamentação também não devem doar, até três meses depois do parto normal ou seis meses após a cesariana.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: