Publicidade

Notícias de saúde

Campanha de vacinação contra rubéola ja alcança 20% da meta

Belo Horizonte, 14 de Novembro de 2001 (Bibliomed). A Fundação Nacional de Saúde divulgou o primeiro balanço parcial de cobertura da campanha de vacinação contra a rubéola. Foram imunizadas, do primeiro dia de campanha (5 de novembro) até o último sábado, cerca de 3,4 milhões de mulheres em 13 estados brasileiros, o que corresponde a 22,52% da meta.

A intenção do Ministério da Saúde é vacinar 95% das mulheres em idade fértil em 13 estados do Brasil, o equivalente a 16,5 milhões de pessoas. A vacina que está sendo usada é a dupla viral (rubéola/ sarampo). Um esquema especial foi montado pelo governo federal para garantir a imunização de mulheres dos estados do Acre e do Amazonas.

O Ministério da Saúde, por intermédio da Funasa, reservou gastos na ordem de R$ 25,2 milhões para a campanha nacional. Cerca de R$ 18,9 milhões foram usados para a compra das vacinas; R$ 2,7 milhões em repasses aos estados e municípios para organização da campanha e cerca de R$ 3,6 milhões em informes publicitários.

Ao todo, são aproximadamente 118 mil profissionais de saúde trabalhando em um dos 22,7 mil postos de vacinação localizados em 2.842 mil municípios. Para garantir a imunização nas áreas rurais das cidades do interior dos 13 estados, as secretarias estaduais e municipais de Saúde colocaram à disposição da campanha cerca de 9,6 mil veículos.

Um esquema especial foi criado para garantir que as vacinas cheguem até as mulheres moradoras do Acre e do Amazonas. No Acre, estão sendo usados 21 barcos para o transporte de vacinas e de pessoal. No Amazonas, parte do trabalho está sendo auxiliado por duas aeronaves.

Este ano, a campanha será realizada nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rondônia, Acre, Goiás, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Maranhão. Esses são os estados onde há uma maior ocorrência da doença na faixa etária a partir de 12 anos, ampliando o risco de ocorrência Síndrome da Rubéola Congênita (SRC).

A campanha foi iniciada este ano, porque o Ministério da Saúde identificou um aumento da circulação do vírus causador da doença entre adultos jovens no país. Em 1999, a incidência da rubéola, na faixa etária de 15 a 19 anos, era de quatro casos por 100 mil habitantes. No ano passado, na mesma faixa etária, a incidência subiu para 11,4 casos por 100 mil habitantes.

A síndrome pode acometer o feto quando a gestante tem contato com o vírus da rubéola no primeiro trimestre da gravidez. Entre 1997 e 2000, 132 casos de SRC foram confirmados. A doença pode provocar no feto cardiopatias, cataratas e deficiências auditivas.

O Ministério da Saúde alerta para a necessidade das mulheres evitarem a concepção até um mês após a vacinação. Pessoas com doenças imunossupressoras devem discutir com seu médico se devem ser vacinadas.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: