Publicidade

Notícias de saúde

OMS diz que expectativa de vida saudável do brasileiro é de 57,1 anos

Belo Horizonte, 16 de Outubro de 2001 (Bibliomed). Embora a população idosa do Brasil esteja crescendo, um dado do último relatório anual da Organização Mundial de Saúde (OMS) é preocupante para os brasileiros.

Com expectativa de vida saudável inferior à da Bósnia, por exemplo, onde um indivíduo conta, em média, com 63,7 anos de saúde, o País está apenas na faixa dos 57, 1 anos, ao lado do Egito, que teve o mesmo desempenho de acordo com o relatório. No Japão, a média é de 73 anos, enquanto que na Argentina a taxa é de 63 anos e no Chile de 65. A pior situação é de Serra Leoa, com expectativa de vida saudável somente até os 29 anos.

Mas o relatório da OMS está sendo contestado e o Ministério da Saúde não reconhece os dados por julgar que a metodologia do cálculo do índice é falha. José Marcos Nogueira Viana, chefe da Assessoria Internacional do Ministério da Saúde, acredita que os dados utilizados não são oficiais do País. “O número está errado e não pode ser comparado ao de outros países”, diz.

Para ele, apesar do relatório indicar que só quatro países não endossaram seus respectivos índices, existem outras nações que também discordam dos valores apresentados pela OMS.

Para que os dados sejam considerados válidos, Viana acredita que o índice deve se basear em estimativas de nascimento e de mortalidade, principalmente a infantil. E isso é difícil de conseguir porque somente sete estados brasileiros têm registro preciso desses dados. Como no relatório anual do ano passado, a OMS não soube informar ao governo brasileiro a origem dos dados que usou para calcular o índice.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: