Publicidade

Notícias de saúde

Vacina contra meningite C em vias de aprovação

São Paulo, 29 de Junho de 2001 (eHealthLA). Uma vacina conjugada para a prevenção da meningite em bebês menores de 12 meses, Meningitec®, está apenas aguardando a aprovação do Ministério da Saúde para ser comercializada.

De acordo com informações prestadas pela assessoria de imprensa dos Laboratórios Wyeth, que pretende comercializar o produto, esta pode ser a solução para o controle da epidemia que atinge o País.

A vacina poderá ser aplicada em pessoas de todas as idades, inclusive bebês de 2 a 12 meses de idade, adolescentes e adultos e promete protege-los contra a bactéria que causa a doença meningocócica do grupo C, uma infecção das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal e coloca a vida em risco.

“A doença meningocócica do grupo C pode ser prevenida através da imunização, no entanto, as atuais vacinas polissacarídeas não induzem memória, apenas fornecem uma proteção de curto prazo.

Além disso, podem induzir a hipo-reação e não protegem bebês com menos de 24 meses”, explica a assessoria do Meningitec®, que defende que, já as vacinas conjugadas, como a Meningitec® , induzem a memória e produzem uma proteção de longo prazo em todas as idades, inclusive em bebês com menos de um ano.

De acordo com informações do Laboratório, bebês, crianças pequenas e jovens adultos, especialmente aqueles que se encontram em situação de convívio estreito, tais como as creches, dormitórios de universidades ou alojamentos militares apresentam maior risco de contágio.

Meningite: inflamação das meninges

“A meningite é uma inflamação das membranas, ou meninges, que recobrem o cérebro e a medula espinhal, sendo causada principalmente por bactérias ou por vírus”, define a assessoria de imprensa dos Laboratórios Wyeth.

Os Laboratórios, que pretendem distribuir a vacina no Brasil, explicam que a meningite bacteriana, incluindo a doença meningocócica, é menos comum que a forma viral, mas é geralmente mais grave e com maior duração.

“Cinco sorogrupos da bactéria Neisseria meningitidis (A,B, C, Y e W-135) são responsáveis por mais de 90% das doenças meningocócicas no mundo todo”, informam. Segundo a Organização Mundial de Saúde, os sorogrupos A e C são as principais causas da meningite epidêmica.

Em ensaios clínicos, a nova vacina foi administrada em mais de 20.000 crianças e adultos em todo o mundo. No Reino Unido, mais de 13 milhões de doses foram fornecidas, desde o seu registro em outubro 1999.

Alguns efeitos colaterais foram relatados: febre baixa, aumento do choro, irritabilidade, tontura, distúrbio do sono, perda do apetite, diarréia e vômito, em crianças e bebês, e, nos adultos, dor de cabeça e dores musculares.

Cabe ressaltar que a vacina Meningitec® fornece proteção apenas contra a bactéria meningocócica do grupo C. “Ela não dá proteção a outros sorogrupos de N. meningitidis, tais como a doença meningocócica do grupo B ou outros organismos que causam a meningite ou septicemia (infecção generalizada)”, alertam os Laboratórios.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: