Publicidade

Notícias de saúde

BRASIL: Um Dos Analgésicos Mais Vendido no Brasil Pode Ter Uso Controlado

São Paulo, 07 de Março de 2001 (eHealthLA). A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estuda controlar a venda de medicamentos fabricados com o princípio ativo dipirona, um analgésico que está entre os mais vendidos do Brasil.

Segundo o médico José Rubem Bonfim presidente da ONG Sobravime (Sociedade Brasileira de Vigilância de Medicamentos), a dipirona para uso comum não faz parte da Rename (Relação Nacional de Medicamentos). A lista é usada pelo Ministério da Saúde e por secretarias estaduais e municipais como referência para a compra de remédios.

"Ela só aparece para uso hospitalar, em caso de dor aguda ou febre muito alta", explica. “Com base nas informações, confirmadas na literatura internacional, sobre os riscos da dipirona, os medicamentos que a contem não deveriam permanecer em uso comum”, conclui Bonfim.

Dipirona

Na década passada, os medicamentos contendo dipirona eram os mais utilizados, com as marcas comerciais bem conhecidas coma Novalgina, Baralgina, Magnopirol, e outras. Atualmente, estão caindo em desuso.

Em alguns paises como os Estados Unidos, Suécia e Austrália, a dipirona foi totalmente proibida, enquanto em muitos outros foi colocada sob severa restrição.

Por exemplo, na Alemanha, país onde foi desenvolvido esse medicamento, a dipirona só pode ser vendida sob receita medica. Nos países europeus, onde a obrigatoriedade de receita é rigorosamente seguida, isso significa uma redução do consumo do produto superior a 90%.

Quais os Riscos?

A reação adversa mais temida é a agranulocitose, que é uma doença do sangue em que diminuem os g1óbulos brancos responsáveis pela defesa do organismo. Embora essa situação ocorra raramente, ela é fatal, portanto, o risco em usar esse tipo de medicamento é muito maior que o beneficio esperado.

O agravante da continuidade de venda livre da dipirona no Brasil, é que os sintomas da agranulocitose como a dor de garganta, febre, inflamações na boca, nariz, garganta, ou ainda nas regiões anal e genital, são também sintomas freqüentes em infecções banais, dificultando o seu reconhecimento.

Além de outros efeitos indesejados como causar queda da pressão sanguínea e reações alérgicas em algumas pessoas, a dipirona utilizada na forma de injeções provoca choque anafilático, que é geralmente fatal. Por isso, em alguns países onde as formas orais permanecem em uso, a forma injetável foi banida do mercado.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: