Publicidade

Notícias de saúde

BRASIL: Suspeita de Febre Amarela Coloca em Alerta a Região de Minas Gerais

São Paulo, 21 de Fevereiro de 2001(eHealthLA). Técnicos da Secretaria de Saúde de Minas Gerais e do Ministério da Saúde investigam doença desconhecida que já matou, desde o dia 23 de janeiro, nove pessoas na região Centro-Oeste do Estado. Uma das principais suspeitas é de que as vítimas tenham contraído febre amarela, doença que não ocorre a vinte anos na região. Chamou a atenção das autoridades o fato de boa parte das vítimas ter pescado em locais isolados, que poderiam estar infestados de mosquitos transmissores da doença.

Análises detalhadas das amostras sorológicas de sete mortos ainda estão sendo feitas. Mesmo sem a confirmação do que causou as mortes, a Secretaria de Minas e o Ministério da Saúde enviaram ontem 125 mil doses de vacina contra a febre amarela para Divinópolis, de onde serão distribuídas para os municípios vizinhos. "Temos de trabalhar com essa hipótese e imunizar todos com mais de nove meses", informou a assessoria da Secretaria.

A doença

Doença causada por vírus, a febre amarela geralmente ataca povos que vivem na mata e é transmitida pelo mosquito Haemagogus. Ele vive cerca de três meses e espalha o microrganismo ao picar as pessoas, depois de contraí-lo de alguém infectado. Há poucos casos em centros urbanos. Os principais sintomas são febre, dores nas costas, na cabeça e no fundo dos olhos, e desidratação. Em casos graves há vômito constante, icterícia e sangramento por todo o corpo, já que o fígado deixa de produzir a substância necessária para a coagulação. Segundo o infectologista Marcos Boulos, do Hospital das Clínicas de São Paulo, o quadro clínico da febre amarela é parecido com o da leptospirose, da malária, da dengue hemorrágica e da leishmaniose.

“Não existe um tratamento específico. O próprio sistema imunológico do paciente tem de reagir e combater o microrganismo”, diz o médico. “A melhora acontece dentro de uma semana a dez dias, mas a taxa de mortalidade é de cerca de 20% dos casos”, completa. Se a pessoa passa pelo período de crise pode ficar completamente curada.

Vacina

A vacina é a forma mais indicada de prevenção. A seringa injeta no organismo um vírus enfraquecido que aciona a produção de anticorpos. Lugares onde casos de febre amarela foram registrados nos últimos dez anos: Acre, Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Todas as pessoas que viajarem por essas áreas precisam vacinar-se. Deve-se tomar a dose dez dias antes de viajar. Seu efeito dura dez anos.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: