Publicidade

Notícias de saúde

Governo Britânico Critica Escândalo de Órgãos em Hospitais

30 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). O governo britânico condenou na sexta-feira a prática de retirada de órgãos de pacientes internados sem seu conhecimento, depois que dois hospitais foram denunciados em um escândalo.

O Hospital Alder Hey, de Liverpool, e o Hospital Infantil de Birmingham admitiram haver extraído tecidos das glândulas timo de pacientes vivos, durante operações e que depois disso os venderam a companhias para pesquisa.

O timo é uma glândula situada próxima ao coração e que se desenvolve até a puberdade. Ela é parte essencial para o desenvolvimento do sistema imunológico desde o começo da vida intra-uterina.

A glândula, que favorece a criação de anticorpos e desenvolve linfócitos, regride de tamanho depois da puberdade.

O Hospital Alder Hey afirmou que o dinheiro recebido, cobrado pelas empresas farmacêuticas como uma taxa de manejo do material, foi incorporado a um fundo para fins cardíacos do hospital, enquanto o centro Birmingham disse que o procedimento era parte de uma doação não contratual.

O secretário de Saúde, Alan Milburn, disse que a notícia era "profundamente perturbadora" e prometeu tomar medidas para evitar que casos semelhantes aos dos dois hospitais voltem a se repetir.

"É uma prática que começou a ser realizada no princípio dos anos 90 no Alder Hey e parece que em outros hospitais (também)", acrescentou.

O principal hospital infantil irlandês, Nossa Senhora de Dublin, confirmou na sexta-feira que se costuma extrair a glândula timo de crianças submetidas a operações cardíacas. A informação é da rádio estatal irlandesa RTE.

Durante uma investigação sobre o alto índice de mortalidade infantil em operações cardíacas no Hospital Bristol Royal, descobriu-se que os corações, pulmões e outros órgãos tinham sido removidos de crianças sem o consentimento dos pais.

Mais tarde, investigadores descobriram que os corações das crianças mortas por parada cardíaca tinha sido distribuídos a outros centros hospitalares do Reino Unido.

Especialistas dizem que dezenas de milhares de órgãos humanos podem estar sendo estocados em hospitais e escolas de medicina de todo o país.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: