Publicidade

Notícias de saúde

Hospital que faz mais cirurgia de câncer tem resultado melhor

02 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). A diferença nas taxas de sobrevivência depois de cirurgia de câncer de cólon são maiores em hospitais que realizam mais operações desse tipo, de acordo com os resultados de um estudo.

A diferença nos índices de sobrevivência em hospitais de pequeno e grande volume de cirurgias foi pequena, 2 por cento, por isso as conclusões não significam que os pacientes devam evitar os centros médicos que realizam poucas cirurgias, disse à Reuters Health a chefe do estudo.

"É uma notícia boa e ruim ao mesmo tempo", disse Deborah Schrag, do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, em Nova York.

Estudos anteriores mostraram que as taxas de sobrevivência depois de cirurgias de câncer de alto risco, como de esôfago e de pâncreas, são bem mais elevadas em hospitais que realizam muitas operações. Mas as diferenças para cirurgia de câncer de cólon "foram realmente bem pequenas", informou Schrag.

"Entretanto, estas discrepâncias não desapareceram completamente" ao longo do tempo, disse a pesquisadora.

As pessoas que estão prestes a se submeter à cirurgia para câncer de cólon devem levar em conta as vantagens extras de realizá-la num centro médico de grande porte -- o que pode significar custos adicionais e inconveniências -- e compará-las aos benefícios de um hospital menor, mas que com o qual está familiarizado.

"Pode não valer a pena ir a um grande centro médico se todos os especialistas que cuidam do paciente estiverem em um hospital local", disse Schrag.

No estudo, os pesquisadores avaliaram o progresso de quase 28 mil pessoas submetidas à cirurgia de câncer de cólon em centros médicos grandes e pequenos em todo o país. Todos os participantes estavam inscritos no Medicare, programa federal de assistência de saúde para idosos.

Os pacientes submetidos à cirurgia em hospitais grandes foram mais propensos a permanecer vivos um mês após o procedimento, informaram os pesquisadores na edição de 20 de dezembro do Journal of the American Medical Association. As taxas de morte após 30 dias foram de 3,5 por cento em pacientes tratados em centros grandes e 5,5 por cento em hospitais que realizavam poucas cirurgias.

Mesmo depois da pesquisa considerar fatores que poderiam afetar o risco de morte -- como idade, sexo, raça, gravidade do câncer e situação socioeconômica -- a mortalidade foi maior em hospitais pequenos. Os pesquisadores também informaram que os pacientes tratados nessas instituições tiveram uma taxa de mortalidade 4,4 por cento mais alta, cinco anos após a cirurgia.

Os pesquisadores não estão seguros sobre o motivo para as taxas de morte serem mais baixas em hospitais grandes, mas estudos indicam que esses centros médicos contam com um número maior de profissionais experientes de várias especialidades, incluindo cirurgiões, enfermeiras, anestesiologistas e radiologistas. Talvez estes hospitais também ofereçam melhor cuidado e tratamento depois da cirurgia, acreditam os pesquisadores.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: