Publicidade

Notícias de saúde

Especialistas Italianos Defendem Clonagem de Célula-Tronco

29 de Dezembro de 2000 (Bibliomed). O ministro da Saúde italiano, Umberto Veronesi, deu seu apoio na quinta-feira a um relatório de uma equipe científica que defende a clonagem de embriões humanos, uma forma de pesquisa permitida em outros países mas rejeitada pelo Vaticano.

Depois de meses de avaliação, um grupo de 25 especialistas indicados pelo governo entregou a Umberto Veronesi um documento apoiando a clonagem de células-tronco retiradas de embriões humanos com fins terapêuticos.

Veronesi chamou de o relatório de "revolucionário" e disse que espera que a Itália consiga ser pioneira na clonagem de células-tronco retiradas de todas as partes do organismo e não apenas de embriões humanos, o que é duramente criticado pelo Vaticano.

A clonagem terapêutica foi aprovada oficialmente na Grã-Bretanha, França, Alemanha e Estados Unidos, e promete ter um grande impacto na pesquisa de doenças degenerativas incuráveis, como mal de Parkinson, mal de Alzheimer e ferimentos na espinha.

A pesquisa, porém, gera críticas pesadas, porque depende das células-tronco -- as células mestras que se desenvolvem em todos os tecidos do corpo -- e na prática permite que os cientistas criem seres humanos e depois os matem.

Se a pesquisa for aprovada na Itália, país extremamente católico, deve enfrentar oposição generalizada. O papa João Paulo II já expressou sua desaprovação em várias ocasiões.

Copyright © 2000 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: