Publicidade

Notícias de saúde

Epidemia Mundial da Aids se Desloca para a Ásia

Por John Chalmers

NOVA DÉLHI (Reuters) - A epidemia mundial de Aids está se deslocando para o Oriente. A África subsaariana ainda é a região mais afetada pelo flagelo que surgiu há mais de duas décadas, mas a Ásia é sua próxima parada.

"Vamos enfrentar um desafio enorme nos próximos cinco anos, quando o vírus se espalhar pelos países asiáticos de grande densidade demográfica", disse Gordon Alexander, assessor sênior de programação do Programa das Nações Unidas para a Aids (Unaids) na Índia, onde 3,7 milhões de pessoas já vivem com o HIV/Aids.

É verdade que o problema ainda é colossal na África subsaariana. A região abriga mais de 70 por cento dos casos de HIV e Aids no mundo, e só neste ano 3,8 milhões de adultos e crianças africanas foram contaminados pelo HIV.

Apenas três países asiáticos -- Camboja, Mianmar e Tailândia -- têm índices de HIV superiores a 1 por cento na população de 15 a 49 anos de idade.

Mas esses baixos índices ocultam o fato de que o número de contaminados é enorme, porque as populações são muito grandes. Embora a epidemia na Ásia tenha começado cinco a dez anos depois de seu início na África subsaariana, a região já tem 6,4 milhões de portadores de HIV.

Gordon Alexander calcula que, se nada for feito, esse número poderá dobrar em cinco anos e quadruplicar até 2010. Essas projeções parecem estar sendo ignoradas em alguns dos países asiáticos mais afetados pela epidemia.

Em relatório divulgado esta semana, o Unaids alertou para o risco de complacência na Ásia. Disse que na Ásia oriental e na região do Pacífico, onde o número de vítimas da Aids e soropositivos é de apenas 0,07 por cento da população, contra 0,56 por cento no sul e sudeste da Ásia, há muito espaço para a epidemia avançar.

"A indústria sexual e o uso de drogas ilícitas são extensos, assim como a mobilidade e migração atravessando fronteiras", disse o relatório. "A China, em especial, vive um mobilidade demográfica historicamente inusitada."

Especialistas chineses e a ONU estimam que há entre 500 mil e 600 mil soropositivos na China.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: