Publicidade

Notícias de saúde

Mitos Sobre Vacina Deixam Pais Confusos

Por Theresa Tamkins

CHICAGO (Reuters Health) - Embora a maioria dos pais nos Estados Unidos concorde que a vacinação é "extremamente importante", concepções erradas ainda são freqüentes, de acordo com pesquisadores que participaram do encontro da American Academy of Pediactrics (Academia Americana de Pediatras), segunda-feira, em Chicago.

Uma pesquisa com 1.600 pais de crianças pequenas verificou que um em cada quatro acredita equivocadamente que "o sistema de defesa de uma criança pode enfraquecer como resultado de muitas imunizações" e 23 por cento pensa que as crianças "tomam mais vacinas do que deveriam". O trabalho será publicado na edição de novembro da revista Pediatrics.

Essas idéias equivocadas poderiam contribuir para aumentar o receio dos pais em relação à imunização, justamente no momento em que mais vacinas estão chegando ao mercado e o calendário de vacinações se torna mais complexo, de acordo com Bruce Gellin, diretor executivo da Rede Nacional de Informação sobre Imunização, que realizou a pesquisa por telefone.

A maioria dos pais (87 por cento) disse que "a vacinação era algo extremamente importante que os pais devem fazer para manter os filhos saudáveis".

"Se os pais estão preocupados com as vacinas, precisam conversar com os pediatras", disse Gellin, que também trabalha na Universidade Vanderbilt, em Nashville, Tennessee.

"Essas discussões deveriam estar ocorrendo com os médicos de sua confiança", disse Gellin à Reuters Health. "Se é uma preocupação crescente, precisa ser discutida", disse o especialista.

O pesquisador observou que a porcentagem de pais preocupados pode ser ainda maior agora. A pesquisa foi feita em 1999, antes que a vacina contra o rotavírus fosse recolhida do mercado. A vacina, destinada a combater o vírus que é a principal causa de diarréia grave em crianças, pode causar intossuscepção (projeção de uma porção do intestino para dentro da outra), um tipo de obstrução intestinal que precisa ser corrigida cirurgicamente. Desde aquela época, a Food and Drug Administration (FDA), agência norte-americana de controle de drogas e alimentos, anunciou a retirada do timerosal, usado como conservante nas vacinas, em uma tentativa de evitar problemas de saúde.

Essas notícias deixam os pais com mais perguntas que respostas, conforme Gellin.

A Rede Nacional de Informação sobre Imunização é uma nova organização lançada para educar pais e clínicos. A organização vende um kit de recursos para clínicos e fornece a mesma informação gratuitamente no seu Web site http://www.immunizationinfo.org, disse Gellin. A instituição é financiada por organizações sem fins lucrativos como a Fundação Robert Wood Johnson, embora recebesse generosas doações de fabricantes de vacinas, informou Gellin. A rede não aceita financiamento do governo ou de fabricantes de remédios, disse o pesquisador.

"As pessoas que têm dúvidas precisam ter certeza de que este não é um iniciativa governamental ou farmacêutica, mas médica", disse Gellin.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: