Publicidade

Notícias de saúde

Parlamentares Britânicos Mantém Norma da UE Sobre Níquel

LONDRES (Reuters) - Joalheiros, indústrias do vestuário e fabricantes de óculos britânicos terão que limitar a quantidade de níquel em seus produtos para obedecer às regras da União Européia para redução de alergias de pele, decidiu o comitê parlamentar da Grã-Bretanha.

A regulamentação da União Européia foi aprovada pela Câmara dos Comuns em junho, mas foi questionada pelos opositores do Partido Conservador cujas considerações foram invalidadas por uma votação do comitê, quarta-feira.

A regulamentação limitou o conteúdo de níquel dos produtos que ficam em contato com a pele como óculos, jóias e botões de metal mas excluiu o uso de altos níveis de aço inoxidável, que contém mais de 38 por cento de níquel.

Os parlamentares foram criticados pelos representantes da indústria que argumentaram que houve discriminação injusta contra a indústria de jóias e que os fabricantes poderiam recorrer a outros metais não testados para substituir o níquel. Conforme John Manolakis, porta-voz do maior fabricante mundial de produtos para piercing de orelhas do mundo, a Studex, a regulamentação não atingiu a indústria médica que usa aço inoxidável em implantes cirúrgicos. "Temos uma situação estranha onde a indústria joalheira está presa a padrões mais altos que os profissionais médicos", disse Manolakis à Reuters, quinta-feira.

"Não estamos dizendo que o princípio da regulamentação é ruim, estamos dizendo que é extremamente ruim no detalhamento", disse John Milligan, presidente do Nickel Working Group (Grupo de Trabalho sobre Níquel).

O parlamentar Nick Gibb foi contra a aprovação da regulamentação na reunião do comitê, quarta-feira, argumentando que a indústria estava querendo se atualizar com o aço inoxidável, mas que agora teria que voltar atrás e usar substâncias não testadas. "Haverá um surgimento maior de dermatites se usarmos metais sem registros de comprovação de desempenho", disse Gibb.

Para Manolakis, o uso de substitutos como o paládio e cobalto seria um retrocesso para a indústria. Conforme Gibb, a regulamentação custaria para as indústrias, entre 10 e 20 mil libras esterlinas anuais e as regras eram parte de uma tendência legislativa de reduzir os negócios.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: