Publicidade

Notícias de saúde

Governo da BA Investe no Programa de Saúde em Família

O governo baiano resolveu participar mais diretamente do programa federal Saúde em Família (PSF). A partir de novembro, o governo de Salvador vai repassar – mensalmente – R$ 1.114 para cada nova equipe do PSF que for criada pelos municípios baianos. Até agora, os municípios eram incentivados financeiramente apenas pelo Ministério da Saúde, que repassa entre R$ 2.333 e R$ 4,5 mil mensais por equipe.

Para os dois últimos meses deste ano, o estado tem recursos garantidos para a formação de 50 novas equipes e R$ 5 milhões para todo o ano de 2001. O PSF é uma nova forma de promover assistência à saúde, que tem sido adotada em não só no Brasil como também em outros países.

A equipe de saúde não se limita mais ao seu ambiente de trabalho, aguardando a procura daqueles que adoecem. Os profissionais levantam os problemas da sua comunidade e desenvolvem atividades de prevenção da doença e promoção da saúde. Uma equipe de saúde da família é composta por 1 médico, 1 enfermeiro, 1 auxiliar de enfermagem e 6 a 10 agentes comunitários de saúde (ACS).

Cada equipe é responsável por, no máximo 4.500 pessoas de uma área específica. As áreas são divididas em microáreas que não podem conter mais do que 750 pessoas. Cada ACS é responsável por uma microárea. Os ACS cadastram todas as famílias de sua microárea e levantam várias informações que são levadas às equipes. Os acamados e outras pessoas com problemas de saúde mais sério recebem visitas do médico, do enfermeiro ou do auxiliar de enfermagem.

As gestantes que não iniciaram pré-natal são encaminhadas à unidade, bem como os indivíduos com vacinas atrasadas. São controlados os hipertensos e diabéticos, e realizados curativos e outros procedimentos os domiciliares de pacientes que não podem andar. Outras atividades educativas são realizadas através de palestras e trabalhos com grupos de risco.

"É à volta do antigo médico da família", definiu o secretário da Saúde, José Maria de Magalhães Netto. Na Bahia, o PSF começou em 1996 com apenas uma equipe. Hoje, o programa está presente em 56 municípios, com um total de 204 equipes. Cada grupo é responsável pelo atendimento de mil famílias. Segundo números do Ministério da Saúde, apenas 1,95% da população baiana é atendida pelo programa.

O número é muito menor do que o percentual da região Nordeste, que chega a 8,57% da população.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: