Publicidade

Notícias de saúde

Mortalidade global por armas de fogo entre os anos de 1990 e 2016

10 de outubro de 2018 (Bibliomed). As mortes por arma de fogo aumentaram globalmente entre 1990 e 2016, de acordo com um estudo publicado no Journal of the American Medical Association.

Pesquisadores americanos levantaram dados agregados para estimar a mortalidade por armas de fogo por idade, sexo, ano e localização. A análise incluiu 195 países e territórios de 1990 a 2016.

Os pesquisadores descobriram que 251.000 pessoas morreram de ferimentos por arma de fogo em 2016, com seis países respondendo por 50,5% dessas mortes (Brasil, Estados Unidos, México, Colômbia, Venezuela e Guatemala). Estes dados são maiores do que os de 1990, quando havia cerca de 209.000 mortes por ferimentos por arma de fogo. A maioria das mortes por ferimento por arma de fogo no mundo em 2016 foram de homicídios (64,0%). Mais de um quarto das mortes por armas de fogo foram suicídios (27%) e 9% não intencionais. Por idade, as maiores mortes por ferimento por arma de fogo em 2016 foram observadas entre pessoas de 20 a 24 anos. No entanto, houve uma redução anualizada de 0,9% na taxa global de mortes por armas de fogo padronizadas por idade durante o período do estudo.

Segundo os pesquisadores, apesar de ter ocorrido uma diminuição geral nas taxas de mortes por ferimento por arma de fogo desde 1990, houve variação entre os países e entre os subgrupos demográficos.

Fonte: JAMA. 2018;320(8):792-814.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: