Publicidade

Notícias de saúde

Farmacêuticos podem ajudar pacientes durante o Ramadã

27 de junho de 2018 (Bibliomed). Os farmacêuticos devem aconselhar os pacientes muçulmanos que jejuam durante o Ramadã com relação a seus medicamentos e ajustando seu regime de medicação, de acordo com um artigo publicado na revista Drug Topics.

Os muçulmanos que observam o jejum do Ramadã irão se abster de consumir qualquer coisa pela boca entre o amanhecer e o pôr do sol, incluindo medicamentos orais. Os farmacêuticos podem aconselhar seus pacientes recomendando ajustes de medicação e discutindo maneiras de evitar os riscos potenciais associados ao jejum.

Segundo o artigo, o jejum pode ser particularmente desafiador para pessoas com diabetes. A American Diabetes Association recomenda contra o jejum prolongado para aqueles com múltiplas complicações do diabetes. Os pacientes devem medir a glicose antes, durante e depois do jejum e devem estar cientes dos sinais e sintomas de hipoglicemia. Os farmacêuticos podem sugerir ajustes para medicamentos que devem ser tomados várias vezes ao dia, ou que sejam afetados pela ingestão de alimentos e bebidas, e pelo tempo de uso de medicações diárias. Para evitar a desidratação, os pacientes devem consumir água suficiente antes e depois do jejum. Atividade excessiva deve ser evitada, bem como a exposição ao sol e altas temperaturas.

Segundo o artigo, é importante que os farmacêuticos perguntem aos pacientes se eles estão considerando o jejum e se engajem na conversa sobre segurança e ajustes necessários, ao invés de restringir sua intervenção aos pacientes que perguntam acerca da situação.

Fonte: Drug Topics.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: