Publicidade

Notícias de saúde

Rubéola Está na Linha de Frente para Erradicação

Rubéola está na linha de frente para erradicação. Uma vez que o Sarampo seja erradicado, a Rubéola pode ser a próxima doença no alvo das campanhas de vacinação na Região das Américas, caso haja interesse dos países, disse hoje o Diretor da Divisão de Vacinas e Imunizações da Organização Pan-Americana da Saúde, Ciro de Quadros, durante o XIV Encontro de Doenças Preveníveis por Vacinas, em Foz do Iguaçu, Brasil.

Os técnicos alertam para a gravidade da doença quando esta ocorre na gravidez, podendo matar o feto ou causar problemas cardíacos, hepáticos, catarata e cegueira. O custo econômico também é muito alto. Um estudo feito no Caribe de fala inglesa revela que, em quinze anos, a doença custaria 60 milhões de dólares aos cofres dos dezenove países que formam a Região, com cerca de 7 milhões de habitantes. Hoje, a Rubéola está controlada no Caribe Inglês, onde há vacinações de rotina com um custo de menos de 5 milhões de dólares.

Caso aprovada como a próxima meta de erradicação dos países das Américas, a estratégia de vacinação contra a rubéola abrangeria homens e mulheres entre até os 30, 35 ou 39 anos, a depender da situação epidemiológica de cada país. O Dr. Quadros lembra que a vacina contra rubéola é bastante eficiente, não tem contra-indicações e as campanhas poderiam ser feitas junto com as de Sarampo que já são realizadas hoje.

O Dr. Quadros afirmou também, que os sistemas de saúde fortalecem-se à medida que participam das estratégias de vigilância epidemiológica propostas pela Organização Pan-Americana da Saúde. "Muitos países não conseguem organizar um sistema de vigilância porque querem notificar todo o tipo de doença, sem que o sistema tenha uma resposta a dar para o problema. O que propomos, é que a vigilância seja feita por meio de uma vigilância de sindrômes como, por exemplo, paralisias flácidas agudas, doenças febre-eruptivas e diarréias com sangue. Se você tem esses três pilares garantidos, pode identificar as doenças que conhecemos hoje, como o sarampo, dengue, rubéola, febre amarela, cólera, etc. e estar atento para alguma enfermidade emergente."

A XIV Reunião Técnica Internacional de Doenças Preveníveis por Vacinas reúne mais de 150 pessoas de 30 países e termina na próxima quinta-feira, dia 05 de Outubro.

ORGANIZACION PANAMERICANA DE LA SALUD COMUNICADO DE PRENSA.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: