Consumo de álcool pode aumentar o risco de AVC em 35%

Comment

Saúde do homem

Durante anos, as pessoas pensaram que tomar uma dose diária de bebida alcoólica poderia reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame. Contudo, estudo da Universidade de Oxford, no Reuni Unido, mostrou que o efeito desse consumo pode ser o oposto do esperado.

Os pesquisadores acompanharam mais de 500.000 pessoas na China por dez anos. Mais de 160.000 deles tinham variantes genéticas que reduziram drasticamente sua ingestão de álcool de quase zero para cerca de quatro drinques por dia. Homens com a variante tiveram uma diferença de 50 vezes na ingestão do que aqueles sem a mesma. Isso disse aos pesquisadores que não apenas o álcool aumenta o risco de derrame, mas o consumo moderado não diminui seu risco.

As pessoas com genes que aumentam o risco de consumo elevado de álcool têm maior probabilidade de beber excessivamente e têm maior risco de pressão alta e derrame. O risco de ter um derrame aumenta em 35% para cada quatro doses extras que uma pessoa consome. Além disso, o estudo não encontrou efeitos protetores da ingestão moderada de álcool contra o derrame.

Os pesquisadores analisaram, também, os efeitos do consumo diário de álcool na saúde cardíaca da mesma população. Após dez anos de acompanhamento, cerca de 10.000 homens sofreram derrames e 2.000 tiveram ataques cardíacos, o que, segundo os pesquisadores, sugere que beber tem um efeito maior sobre o coração.

Fonte: The Lancet, 04 de abril de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *