Publicidade

Artigos de saúde

Gravidez e Terapias Alternativas

Neste Artigo:

- Alternativas de Saúde
- Dados Históricos
- Veja Outros Artigos Relacionados ao Tema

A gravidez é um momento único da vida da mulher. Momento este que é preciso ter consciência de que muita coisa vai mudar, no corpo, na mente e no dia-a-dia da futura mãe. A partir do momento quando um espermatozóide penetra no óvulo, acontece uma fusão das células. Assim está estabelecida a gravidez e as mudanças podem começar. Durante todo o processo que termina com o parto - a expulsão do feto, o organismo da mulher passa por várias modificações.

Estar consciente das mudanças durante a gravidez é um dos caminhos mais seguros para viver essa fase com bastante tranqüilidade.

A alteração hormonal que ocorre durante a gravidez interfere na produção de enzimas digestivas e no peristaltismo intestinal, em conseqüência, a digestão fica mais lenta e a azia e a prisão de ventre se tornam inevitáveis. Uma dieta leve, com bastante fibra, líquidos e muitas frutas resolve o problema. Nestes casos é bom lembrar que a automedicação é perigosa. Os medicamentos, mesmo os mais inofensivos, só devem ser tomados sob orientação médica.

Outro problema freqüente é o edema (inchaço) que é considerado normal e previsível. No entanto, se a retenção de água estiver sendo excessiva, deve-se comunicar ao médico para evitar problemas mais sérios, como, por exemplo, sua associação com a hipertensão, que é uma situação que exige cuidados especiais. A orientação médica adequada tem o objetivo de normalizar esta situação.

No caso das cãibras, uma avaliação médica é fundamental para avaliar ou corrigir este problema, que geralmente ocorre em conseqüência do edema gestacional e/ou déficit alimentar de cálcio, potássio, etc. Já em casos de cólica, que pode ser um sinal de aborto, a mulher grávida principalmente no 1º trimestre deve procurar o seu médico. Em alguns casos, as cólicas e dores abdominais são sintomas que poderão ser observados durante toda a gestação e sem nenhuma repercussão à gravidez.

Outro sintoma é o sangramento que ocorrendo no início da gravidez pode se tratar de ameaça de abortamento ou sangramento de implantação do embrião. Nesse caso é bom avisar o médico e checar a necessidade de cuidado médico imediato.

Comum nos três primeiros meses de gravidez, o enjôo é uma das primeiras manifestações evidenciando que o organismo está passando por transformações. Pode ser causado pelas alterações hormonais, pelo aumento dos ácidos estomacais e até por fatores psicológicos. O enjôo só deve ser causa de preocupação, quando seguido de vômitos incoercíveis.

As vertigens não são um sintoma freqüente, mas podem ocorrer. Cada mulher tem um ritmo para se adaptar a nova situação. Pequenas vertigens podem ser apenas sinal de que o organismo está precisando de um pouco mais de tempo para se adaptar. Na consulta de pré-natal, não esqueça de relatar este sintoma. Além disso, pode acontecer ainda o corrimento que é uma reação comum do organismo feminino às alterações que o meio vaginal sofre durante a gravidez, como também, a questão da fragilidade dentária, eclampsia, etc.

Estes são alguns dos problemas que podem ser evitados, aliviados e controlados adotando-se métodos naturais de tratamento, sobretudo a dietética ou a macrobiótica, a ginástica, yoga, massagem, etc.

Alternativas de Saúde

A dietética tem por objetivo estabelecer um programa de dieta composto dos mais variados tipos de alimentos. Uma dieta rica em proteínas, gorduras, carboidratos e vitaminas, em quantidades moderadas contribui sobremaneira tanto para a saúde da mulher como do bebê. Os componentes alimentares são fundamentais na formação da criança.

A grávida pode contar ainda com as massagens, que tem entre as suas funções, a melhora das dores lombares que geralmente acontecem em função da alteração das vértebras. Além disso, a massagem pode ser feita em determinadas regiões do corpo como a coluna, pernas e ombros. Especialistas neste tipo de técnica, geralmente aconselham a participação do companheiro, o que segundo eles, torna o marido mais participante de todo o processo da gravidez.

Outra opção é a fitoterapia que se dá a partir da utilização do princípio ativo de plantas sob a forma de tinturas e extratos. Faz parte da tradição cultural de muitos povos. Estima-se a existência de 3 mil diferentes tipos de remédios extraídos de vegetais no Brasil. Normalmente a fitoterapia é usada no caso de problemas digestivos como as náuseas, vômitos, problemas de coluna, etc. Além disso, o uso de plantas medicinais ajuda a preparar o organismo para o parto.

As grávidas podem contar também com a acupuntura, que é uma parte da medicina tradicional chinesa, que utiliza a inserção de agulhas em determinados pontos do corpo humano situados em canais nos quais circula energia. O ponto de acupuntura é uma região da pele sensível e rica em terminações nervosas que enviam informações ao cérebro melhorando a circulação de sangue e de energia, promovendo o equilíbrio psicofísico, com a cura e a prevenção de doenças. Durante a gravidez, a acupuntura é muito utilizada no caso de problemas com a coluna que normalmente recebe uma sobrecarga grande de peso, o que provoca dores.

A homeopatia é uma opção muito usada no tratamento de saúde e hoje tem conseguido se firmar como um excelente método para o tratamento de várias doenças. Os seus adeptos crescem a cada dia e é cada vez maior o percentual de mulheres grávidas que buscam este tipo de tratamento. Isto porque a homeopatia tem o objetivo principal a cura e não o distúrbio orgânico que todos conhecem como doença. O tratamento homeopático provém de substâncias que após um processo de preparação libera energia. As grávidas que decidirem pelo tratamento devem procurar um profissional experiente no assunto. Entre os vários problemas, a homeopatia tem sido usada com freqüência nos casos de inchaços, dores, nervosismo, etc.

A macrobiótica, outro recurso à disposição, centra suas ações no equilíbrio alimentar. Isto porque a alimentação materna, a atividade física e mental da mãe são consideradas como fatores básicos e indispensáveis para o desenvolvimento do feto. Na macrobiótica, os alimentos são divididos em principais, secundários, frutas, as bebidas - geralmente os chás, as bebidas especiais que normalmente exigem uma preparação mais elaborada e a realização da atividade mental da mãe que envolve os exercícios respiratórios.

As grávidas, graças ao ressurgimento de várias terapias alternativas podem ainda durante este novo período da vida adotar por exemplo, a cromoterapia, a aromaterapia ou a fitoterapia. Tudo isto serve como recurso para que o período da gravidez aconteça de forma plena, saudável e sempre orientado por um profissional experiente em medicina alternativa.

Dados Históricos

O que Hipócrates ou Pitágoras entendiam por cura é mais semelhante aos conceitos de médicos homeopatas do que as da medicina oficial. O termo medicina, monopolizado pela medicina oficial, nos encaminha como alternativa ou complementar as atividades terapêuticas que se afastam da linha dominante nas universidades e associações médicas. O entendimento das terapias naturais nos faz voltar às origens da atividade para as chaves do conhecimento.

No século IX A.C. Asclépio já personificava a figura terapêutica ou o primeiro indivíduo a curar enfermos. É o nascimento da Medicina. Surgiu daí um grupo de adeptos que se dedicavam ao trabalho de cura. Na época numa relação homem/natureza muito diversa da atual, o que se queria era a compreensão das causas do desequilíbrio que provocava a doença.

A harmonia conseguida, através de dietas, massagens, hidroterapia, atuaria na recuperação da saúde física e psíquica do enfermo. Hipócrates, o pai da Medicina, recebe sua formação com os sacerdotes Asclepíadas, grupo que incluía seu pai Heraclides (séc. IV A.C). Sua teoria de equilíbrio está ancorada no conhecimento dos quatro elementos: terra, ar, água e fogo. Há 200 anos atrás surgia a homeopatia.

Copyright © 2000 eHealth Latin America           28 de Agosto de 2000


Artigos relacionados com esse tema:

Mudanças no Corpo Durante a Gravidez

Fique Preparada para as Surpresas da Gravidez

Alimentação e Gravidez



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: