Publicidade

Artigos de saúde

Rivalidade de Irmãos mais Velhos com os Recém-Nascidos

Descrição

A rivalidade entre irmãos é o ciúme natural das crianças para com um novo irmão ou irmã. Irmãos mais velhos podem se sentir enciumados quando o bebê chega até eles completarem 4 ou 5 anos de idade. Não obstante, a maior parte das crianças preferem ser a única criança nesta idade. Basicamente, eles não querem dividir seu tempo e atenção. A chegada de um novo bebê é especialmente estressante porque o irmão mais velho vê o recém chegado recebendo toda a atenção, visitas, presentes e cuidado especial.

O sintoma mais comum da rivalidade entre irmãos é uma grande exigência por atenção, a criança mais velha quer ser carregada e cuidada, especialmente quando a mãe está ocupada com o recém-nascido. Outros sintomas incluem agir como bebê novamente (comportamento regressivo), como chupar o dedo, fazer xixi, ou cocô nas próprias roupas. Comportamento agressivo, como pegar o bebê rudemente, também pode ocorrer. Todos esses sintomas são normais. Enquanto alguns podem ser prevenidos, o restante pode melhorar dentro de alguns meses.

Prevenção

1.Durante a gestação

- Prepare o irmão para o novo bebê. Fale a respeito da gravidez. Deixe seu filho sentir os movimentos do bebê.
- Tente achar um hospital que providencie aulas para os irmãos onde as crianças possam aprender sobre bebês e sobre dividir os pais com um novo irmão ou irmã.
- Tente providenciar a chance de estar por perto de um bebê, então terá uma melhor idéia do que aguardar.
- Encoraje seu filho a ajudar a preparar o quarto do bebê.
- Mude seu filho para um quarto diferente ou nova cama vários meses antes do nascimento do bebê. Se já estiver freqüentando a escola, provavelmente aceitará melhor as novidades do nascimento.
- Elogie seu filho por comportamentos maduros, como falar, usar o banheiro, alimentar-se ou vestir-se.
- Não faça nenhuma cobrança por novas habilidades (como o uso do banheiro), durante os meses que precedem a chegada.
- Mesmo que seu filho pareça pronto, adie estas mudanças até que tenha feito uma boa adaptação com o novo bebê.
- Diga para seu filho para onde está indo e quem cuidará dele enquanto estiver no hospital, em caso de não ficar em casa com o pai.
- Leiam livros juntos sobre o que acontece durante a gravidez e depois que o bebê nascer.
- Veja fotografias de família e conte como foi o primeiro ano de vida dele.

2. No hospital

- Faça ligações diárias para ele enquanto estiver no hospital.
- Providencie que ele vá visitá-la e ao novo bebê. Muitos hospitais permitem isso.
- Se não puder visitá-la, mande para ele uma foto do novo bebê.
- Encoraje o pai a fazer algum programa especial neste período (por exemplo, levá-lo ao parque, zoológico ou museu).

3
. Ao voltar para casa

- Quando entrar em casa, gaste os primeiros momentos com o outro filho. Tenha alguém para carregar o novo bebê para dentro de casa.
- Dê para o filho mais velho um presente "do novo bebê".
- Peça para as visitas darem atenção extra para o filho mais velho. Deixe ele desembrulhar os presentes do bebê.
- Desde o início, refira-se ao novo bebê como "nosso bebê".

4
. Os primeiros meses em casa

- Dê para seu filho mais velho a atenção extra que ele precisa. Faça ele se sentir mais importante. Tente dar a ele pelo menos 30 minutos exclusivos e ininterruptos por dia. Contrate uma babá para cuidar do bebê e leve o mais velho para passeios ou mostre a ele o álbum do bebê. Tenha certeza que o pai e os avós também gastam tempo extra com ele durante o primeiro mês. Dê a ele muita afeição física durante todo o dia.
- Quando você estiver ocupada cuidando do bebê, tente envolver o mais velho através de conversas com ele. Quando estiver cuidando ou dando mamadeira para o bebê, leia uma estória, jogue um jogo, ou monte um quebra-cabeça.
- Encoraje seu filho mais velho a tocar e a brincar com o novo bebê na sua presença. Permita que carregue o bebê. Evite avisos do tipo "Não toque no bebê". Recém-nascidos não são tão frágeis e é importante mostrar a verdade. Contudo, não permita que carregue o bebê até que ele atinja a idade escolar.
- Recrute seu filho mais velho como ajudante. Encoraje-o a ajudar com os banhos, secar o bebê, pegar uma fralda limpa, ou a achar brinquedos ou a chupeta. Em outros momentos encoraje-o a alimentar ou dar banho numa boneca quando você estiver fazendo o mesmo com o bebê. Enfatize o quanto o bebê gosta do irmão mais velho. Faça comentários do tipo "olhe como ele fica feliz quando você brinca com ele", ou "Você pode fazê-lo sempre rir".
- Não peça para os irmãos mais velhos ficarem quietos por causa do bebê. Recém-nascidos podem dormir bem sem a casa estar em silêncio absoluto. Esta exigência pode trazer ressentimentos desnecessários.
- Aceite comportamento regressivo, como chupar o dedo ou agarrar-se, como algo que seu filho precisará temporariamente. Não o critique.
- Quando seu filho se comportar de maneira agressiva, intervenha prontamente. Diga a ele "Nós nunca machucamos bebês". Mande seu filho para o castigo por alguns minutos. Não bata em seu filho nestes momentos. Se você bater, ele eventualmente tentará fazer o mesmo com o bebê como vingança. Durante as próximas semanas não os deixe sozinhos.
- Se o seu filho é suficiente crescido, encoraje-o a falar sobre seus sentimentos sobre o novo bebê. Sugira um comportamento alternativo: "Quando você estiver desapontado com o bebê, venha até mim para um grande abraço."

Procure o médico se:

- Seu filho mais velho tentar machucar o bebê.
- O comportamento regressivo não melhorar dentro de um mês.
- Tiver outras perguntas ou preocupações.

Escrito por B.D. Schmitt,M.D. autor do "Your Child's Helath" Bantam Books

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.                  19 de agosto de 2004



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: