Publicidade

Artigos de saúde

Osteoporose em Mulheres

O que é osteoporose?

Osteoporose é o enfraquecimento dos ossos que pode ocorrer à medida que envelhece. Os ossos se tornam mais finos e mais fracos com o avançar da idade. Assim, há um risco maior de quebrarem em quedas ou pequenas lesões. Complicações destas lesões podem resultar num longo período de internação hospitalar, deficiências e até a morte.

Osteoporose é mais comum em mulheres brancas e asiáticas, principalmente em mulheres magras, mas pode ocorrer em mulheres de qualquer raça.

Como ocorre?

A osteoporose ocorre em mulheres quando se tornam mais velhas. Após a menopausa, as mulheres produzem muito menos hormônio sexual - o estrogênio, e é este hormônio que ajuda para que os ossos permaneçam fortes. O estrogênio ajuda no depósito de cálcio nos ossos e uma diminuição desta taxa acarreta no enfraquecimento dos mesmos.

O fumo e inatividade física aumentam as chances de desenvolvimento osteoporose na velhice. Outros fatores de risco são alimentação deficiente de cálcio e histórico de osteoporose familiar.

Além da idade, outras causas da osteoporose são:

- Remoção cirúrgica dos ovários, o que reduz as taxas de estrogênio
- Exercícios intensos (tais como corrida de maratona), que reduzem as taxas de estrogênio
- Períodos longos de repouso durante alguma doença grave
- Muito hidróxido de alumínio, um antiácido comum usado para tratar azia e úlceras.

Quais são os sintomas?

Pode não haver nenhum sintoma até que algum osso quebre. Ossos quebrados são o problema mais comum para pessoas com osteoporose. Geralmente são os ossos da bacia, braços e punhos que se quebram.

Os ossos da espinha são também uma região comum de estreitamento. Geralmente, com o passar do tempo, os ossos da espinha (vértebras) enfraquecem um por um, causando perda de força, dor nas costas e postura curvada para a frente.

Como é diagnosticada?

Seu médico poderá descobrir se você tem osteoporose através de raio-X feito para diagnosticar outros problemas. O diagnóstico deverá ser feito através de uma revisão da sua história clínica e dos sintomas, exame físico, raios-X e exames de sangue. Se você estiver em alguma categoria de alto risco, seu médico poderá pedir exames que meçam a densidade dos ossos do seu antebraço e da espinha.

Como é tratada?

O tratamento pode não eliminar a osteoporose mas medicamentos podem retardar a perda dos ossos e recuperar alguns.

O único tratamento eficiente para osteoporose é o estrogênio (tratamento de reposição hormonal). Antes da menopausa, as mulheres começam a produzir menos estrogênio e sem este hormônio para providenciar que os ossos permaneçam fortes, ficam mais suscetíveis a terem osteoporose. Começar a tomar pílulas de estrogênio por volta da época da menopausa é a melhor forma de retardar a perda de cálcio pelos ossos e mantê-los fortes. A maior perda de densidade óssea ocorre nos primeiros anos da menopausa. Por esta razão, alguns médicos prescrevem estrogênio para mulheres que estão perto da menopausa.

Existem vantagens e desvantagens em se tomar estrogênio. Este hormônio ajuda a retardar a perda de cálcio e pode diminuir os riscos de doenças cardiovasculares. No entanto, o estrogênio sozinho sem a progesterona pode aumentar os riscos de câncer uterino. O médico poderá não recomendar estrogênio se houver um histórico de câncer de mama, má circulação sanguínea ou derrame cerebral. Nestas situações você e seu médico precisam conversar para saber qual o caminho a seguir.

Aumentar a quantidade de cálcio em seu organismo também faz parte do tratamento e isto é feito normalmente através da alimentação e de suplementos alimentares. O cálcio é bastante útil no tratamento da osteoporose, principalmente se você não toma estrogênio, mas não é tão eficaz quanto o estrogênio. A maioria das mulheres adultas necessitam de 1000mg de cálcio por dia, mas no caso das grávidas e das que estão amamentando, a necessidade é de 1200 a 1500mg por dia. Mulheres que já passaram da menopausa também necessitam de 1500mg por dia de cálcio quando não estão repondo estrogênio.

Novos tratamentos para osteoporose estão sendo estudados. Exemplos de novos remédios são:

- CALCITONIN, que ajuda a prevenir o enfraquecimento dos ossos mas não é tão eficaz quanto o estrogênio. A forma mais conveniente deste medicamento é um spray nasal que é usado uma vez por dia.
- ALENDRONATE (FOSAMAX), que também ajuda a prevenir o enfraquecimento do osso e ajuda a reconstituir alguns. Ele é tomado na forma de pílulas, uma vez por dia.
- RALOXIPHENE (EVISTA), uma nova droga similar ao estrogênio que mantém a densidade óssea sem aumentar os riscos de câncer uterino. É tomado em forma de pílula uma vez por dia.

Estes medicamentos são na maioria das vezes prescritos para mulheres que não podem tomar estrogênio ou que já tenham tido uma fratura causada pela osteoporose.

Exercícios para fortalecimento das pernas, como caminhar e subir escada, também ajudam a manter os ossos fortes. Fazer este tipo de atividade física todos os dias, poderá evitar o enfraquecimento ósseo . Nadar, além de muito saudável, poderá fazer parte do seu programa de exercícios físicos mas, para mulheres com riscos de osteoporose, a caminhada é obrigatória.

A chance de um osso quebrado resultante de osteoporose aumenta com a idade. Uma vez que o processo de menopausa comece, a maioria das mulheres, principalmente as caucasianas e as asiáticas, precisam tomar precauções pelo resto de suas vidas para prevenirem a osteoporose.

Como posso me cuidar?

Siga o tratamento prescrito pelo seu médico. Como complemento, você pode:

- Fazer uso alimentos saudáveis, principalmente leite e derivados desnatados, verduras, frutas cítricas, sardinhas e crustáceos.
- Se seu médico recomendar, tomar um suplemento alimentar que contenha cálcio.
- Fazer atividade física para fortalecimento das pernas, como por exemplo caminhar, regularmente. Esteja certo de estar exercitando a parte superior do seu corpo também.

O quê fazer para prevenir a osteoporose?

Você pode ajudar a prevenir a osteoporose com:

- Reposição hormonal na menopausa, ou outros medicamentos recomendados pelo seu médico
- Antes e depois dos 35 anos (idade em que a densidade óssea da mulher está no seu auge), ter uma dieta com uma taxa adequada de cálcio
- Atividade física regular.

O quê fazer para reduzir riscos de lesão?

- Evitar carregar peso.
- Evitar atividade física mais forte que o comum; aumentar seu ritmo gradualmente.
- Usar roupas adequadas para a atividade física: sapatos de salto baixo com solado anti-derrapante para andar e sapatos adequados para esportes e recreação. Esteja certa de que o solado do seu sapato não agarra em superfícies acarpetadas.
- Use apoio para andar, como bengala por exemplo, se necessário.
- Mantenha sua casa segura, bem iluminada e organizada para ajudá-la a prevenir quedas.
- Evite tapetes no chão da sua casa.
- Evite superfícies molhadas ou escorregadias, principalmente no banheiro.
- Use tapetes anti-derrapantes no chuveiro e na banheira.

Original de: Phyllis G. Coopes, R.N., M.N., e "Clinical Reference Systems"



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: