Publicidade

Artigos de saúde

Estudo Identifica os Pacientes de Cirurgia Cardíaca com um Risco Aumentado de Apresentarem um Acidente Vascular Cerebral

Pacientes que já tiveram um acidente vascular cerebral anteriormente, e também as mulheres, apresentam um risco relativo bastante aumentado de apresentar um acidente vascular cerebral durante ou após uma cirurgia cardíaca.

Esta é a conclusão de um estudo recente realizado na Washington University School of Medicine e Barnes-Jewish Hospitalde, em Saint Louis, Estados Unidos. Os pesquisadores analisaram os prontuários médicos de quase 3000 pacientes que tinham sido submetidos a cirurgia cardíaca coronária ou valvar.

Vários mecanismos diferentes podem estar relacionados a um acidente vascular cerebral (AVC) que ocorra durante uma cirurgia cardíaca e àqueles que ocorram depois da cirurgia. Os investigadores procuraram observar se os fatores de risco diferentes eram associados com acidentes vasculares cerebrais precoces, aqueles que ficaram evidente como o paciente acordando da anestesia, e acidentes vasculares cerebrais tardios, aqueles apareceram depois dos paciente ficarem conscientes.

Os acidentes vasculares cerebrais ocorreram em 48 pacientes (1.6%). Destes, 31 (65%) foram AVCs tardios (aqueles que surgiram após o paciente ter acordado). Uma história prévia de AVC aumentou o risco global de um paciente apresentar um acidente vascular cerebral em 14 vezes. Ao serem comparadas com os homens, o risco das mulheres em serem vítimas de um AVC foi 3.6 vezes mais alto.

Outros fatores de risco independentes observados para ocorrência de um AVC precoce, logo após a cirurgia, foram a aterosclerose aórtica e duração muito prolongada da circulação extracorpórea, a diabetes, a fibrilação atrial, e a síndrome do baixo débito cardíaco.

Embora as mulheres neste estudo eram mais velhas, em geral, do que os pacientes masculinos, o sexo feminino por si só já é um fator de risco independente para acidente vascular cerebral. O risco aumentado pode ser o resultado de vários fatores e pode incluir a disfunção vascular endotelial que se segue à perda de estrógenos, concluem os autores.

Fonte: Circulation 1999; 100: 642-47.

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: