Notícias de saúde

Brasil: Hidroxicoloriquina, com ou sem azitromicina, não melhora a evolução na COVID-19

24 de julho de 2020 (Bibliomed). A hidroxicloroquina e a azitromicina têm sido usadas para tratar pacientes com doença de coronavírus 2019 (Covid-19). No entanto, as evidências sobre a segurança e eficácia dessas terapias são limitadas.

Um estudo realizado no Brasil considerou pacientes hospitalizados com suspeita ou confirmação de Covid-19 que não estavam recebendo oxigênio suplementar ou no máximo 4 litros por minuto de oxigênio suplementar

Os pacientes foram divididos aleatoriamente em três grupos iguais para receber tratamento padrão, tratamento padrão mais hidroxicloroquina na dose de 400mg duas vezes ao dia, ou tratamento padrão mais hidroxicloroquina na dose de 400mg duas vezes ao dia mais azitromicina na dose de 500mg uma vez ao dia por sete dias.

Os pesquisadores consideraram como fase final o estado clínico do paciente após 15 dias, avaliado com o uso de uma escala ordinal de sete níveis (com níveis variando de um a sete e pontuações mais altas indicando pior condição) na população modificada de intenção de tratar (pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19). A segurança também foi avaliada.

Ao todo, foram avaliados 667 pacientes, sendo 504 com Covid-19 confirmada e incluídos na análise modificada da intenção de tratar. Em comparação com o tratamento padrão, as chances proporcionais de obter uma pontuação mais alta na escala ordinal de sete pontos aos 15 dias não foram afetadas pela hidroxicloroquina isolada ou hidroxicloroquina mais azitromicina. O prolongamento do intervalo QT corrigido e a elevação dos níveis de enzimas hepáticas foram mais frequentes em pacientes que receberam hidroxicloroquina, isoladamente ou com azitromicina, do que naqueles que não estavam recebendo nenhum dos agentes.

O estudo, publicado na revista The New England Journal of Medicine, concluiu que entre os pacientes hospitalizados com Covid-19 leve a moderada, o uso de hidroxicloroquina, sozinho ou combinado com azitromicina, não melhorou o estado clínico em 15 dias, em comparação com o tratamento padrão.

Fonte: The New England Journal of Medicine. DOI: 10.1056/NEJMoa2019014.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários