Notícias de saúde

Consumo de carne vermelha pode aumentar risco de câncer de mama invasivo

18 de setembro de 2019 (Bibliomed). O consumo de carne vermelha tem sido postulado como capaz de aumentar o risco de câncer de mama, mas essa associação não tem sido consistentemente observada.

Em um estudo publicado no International Journal of Cancer, pesquisadores da Universidade de Columbia, em Nova York, Estados Unidos, avaliaram a associação entre consumo de carne e câncer de mama invasivo incidente. O The Sister Study é um estudo de coorte prospectivo com base nos EUA e em Porto Rico que incluiu mulheres sem diagnóstico prévio de câncer de mama que são irmãs ou meias-irmãs de mulheres diagnosticadas com câncer de mama. Esta análise foi baseada em dados de 42.012 participantes do The Sister Study que completaram um Questionário de Frequência Alimentar do Bloco 1998 na matrícula do estudo (2003 a 2009).

Os pesquisadores descobriram que, em um acompanhamento médio de 7,6 anos, 1.536 cânceres de mama invasivos foram diagnosticados pelo menos um ano após a inscrição. Houve uma associação observada entre maior consumo de carne vermelha e aumento do risco de câncer de mama invasivo. O maior consumo de aves foi associado à redução do risco de câncer de mama invasivo. Não foram observadas associações entre práticas de cozimento, aminas heterocíclicas estimadas ou ferro heme do consumo de carne vermelha e risco de câncer de mama.

A carne vermelha foi identificada como provável cancerígena. Este estudo acrescenta mais evidências de que o consumo de carne vermelha pode estar associado ao aumento do risco de câncer de mama, enquanto que a carne de frango está associada à redução do risco, segundo os autores. Embora o mecanismo pelo qual o consumo de aves diminui o risco de câncer de mama não esteja claro, este estudo fornece evidências de que a substituição de carne vermelha por carne de frango pode ser uma mudança simples que pode ajudar a reduzir a incidência de câncer de mama.

Fonte: International Journal of Cancer. DOI: 10.1002/ijc.32547.

Copyright © 2019 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários