Notícias de saúde

Fatores de risco para doença cardiovascular entre sobreviventes do câncer da tireoide

05 de julho de 2018 (Bibliomed). Os sobreviventes de câncer de tireoide do sexo masculino têm um risco quase 50% maior de desenvolver doenças cardiovasculares (DCV) do que mulheres sobreviventes no período de cinco anos de diagnóstico de câncer, de acordo com um estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.

Pesquisadores americanos avaliaram a associação entre potenciais fatores de risco, efeitos do tratamento e resultados de DCV em 3.822 sobreviventes de câncer de tireoide (diagnosticados entre 1997 e 2012).

Os pesquisadores descobriram que a idade e ano no diagnóstico de câncer, estágio do câncer, sexo, índice de massa corporal basal (IMC), comorbidades basais e terapia de supressão do hormônio estimulante da tireoide (TSH) foram significativamente associados ao risco de DCV de um a cinco anos após o diagnóstico de câncer. Houve um aumento do risco de DCV entre pacientes que eram do sexo masculino, com sobrepeso ou obesidade, mais velhos no diagnóstico de câncer e diagnosticados com câncer desde 2005 versus pacientes que eram do sexo feminino, IMC normal, mais jovens no momento do diagnóstico de câncer e diagnosticados com câncer entre 1997 e 1999.

Além disso, o aumento do risco de DCV entre os sobreviventes de câncer de tireoide foi associado à administração de terapia de supressão do TSH, metástases a distância no diagnóstico de câncer e maior escore no Índice de Comorbidade de Charlson.

Fonte: The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.DOI:10.1210/jc.2017-02629.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários