Notícias de saúde

Vai viajar? Fique atento às vacinas

06 de dezembro de 2013 (Bibliomed). Muitas pessoas aproveitam os meses de dezembro e janeiro para viajar, mas, além de se preocupar com o destino e hospedagem, é necessário cuidar da saúde. Isso ocorre porque, em muitos lugares, existem altos índices de doenças infecciosas.

Estar com a vacinação em dia é, inclusive, pré-requisito para quem deseja viajar para países da Europa ou da África. Pessoas que não estão totalmente imunizadas podem contrair doenças sérias, como febre amarela, sarampo, meningite e hepatite A.

A vacinação não depende apenas do destino do viajante. Também influenciam características pessoais do turista, como idade, sexo, vacinações prévias, estado de saúde atual, alergias a medicamentos, gravidez, imunodeficiência, a profissão, o tempo de permanência em outro país e as pretensões do turista.

De acordo com imunologistas, são recomendadas vacinas diferentes para as pessoas que se aventuram como “mochileiros” e para as que vão por um pacote fechado, com hotel já reservado. Isso porque cada um poderá estar exposto a um tipo diferente de doença.

Como as vacinas não têm efeito imediato no organismo e precisam de um tempo variável para que o sistema imunológico do viajante desenvolva níveis protetores adequados, é necessário que sejam aplicadas de quatro a seis meses antes da data de embarque.

Destinos como Quênia, Moçambique e Tanzânia, considerados como áreas endêmicas, exigem a vacina contra febre amarela que deve ser aplicada três dias antes da viagem, e contra a malária até 24 hora antes.

Outros cuidados necessários referem-se à alimentação e higienização das mãos. É fundamental beber apenas água filtrada, fervida ou engarrafada e evitar ingerir alimentos crus. No caso das frutas e legumes, é ideal se certificar de que os itens estejam limpos e bem lavados. O álcool em gel também é uma medida simples e prática que pode ser aplicada em qualquer lugar do mundo.

Nos aeroportos brasileiros existem os Centros de Orientação para a Saúde dos Viajantes, mantidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que podem ser procurados em até 15 dias antes da viagem. Existem restrições para quem está imunizado há menos de 10 dias, por isso, para que a viagem seja tranquila, é necessária máxima atenção com os prazos em relação à data de embarque.

Fonte: Hospital e Maternidade São Luiz, 05 de dezembro de 2013

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários