Publicidade

Notícias de saúde

Redução de estômago pode tratar a diabetes?

23 de outubro de 2012 (Bibliomed). Existe muitas formas de se perder peso, incluindo a prática de atividades físicas, a reeducação alimentar e até mesmo o uso de medicamentos. Porém, os brasileiros têm cada vez mais escolhido uma opção um pouco mais drástica: a cirurgia bariátrica, conhecida também como a redução de estômago.

Nos últimos dez anos, a realização desse procedimento cresceu 500%, fazendo com que o Brasil seja o segundo país no ranking da operação. Em primeiro lugar está os Estados Unidos.

Para diabéticos essa opção pode ser ainda mais tentadora, já que a cirurgia pode ajudar no tratamento da doença. De acordo com Marnay Helbo de Carvalho (chefe de equipe de cirurgia do Hospital Villa-Lobos, membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva e integrante da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica), a melhora do quadro do diabetes ocorre devido a duas razões: “a primeira é a perda de peso que diminui a resistência à insulina. A segunda é que, em alguns casos, a cirurgia causa liberação de algumas substâncias conhecidas como incretinas, que estimulam o pâncreas a produzir insulina”.

Porém, é importante saber que esses resultados não ocorrem em todos os pacientes. A melhora é individualizada, e apenas pacientes selecionados podem se beneficiar. Além disso, é importante que os pacientes passem por um processo de emagrecimento antes mesmo de a cirurgia ser realizada. O mais importante na cirurgia bariátrica é a mudança de estilo de vida do paciente, o que auxilia na diminuição de massa e também traz a melhora da saúde. “A cirurgia vai trazer a perda de peso. O que vai trazer a estabilização é a mudança do ‘eu’ da pessoa”, explica Helbo.

Fonte: Ecco Press Comunicação, 15 de outubro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: