Publicidade

Notícias de saúde

Jovens que discutem com pais são menos influenciáveis

27 de dezembro de 2011 (Bibliomed).  Nem todas as discussões entre pais e filhos são negativas. Situações em que adolescentes tentam convencer seus pais a partir de argumentos razoáveis (ao invés de tentarem pressioná-los) podem beneficiar os jovens também na relação com amigos.

Adolescentes que discutem com seus pais, não tendo problemas para expressarem seus pontos de vista correm menos riscos de serem influenciados por seus colegas em atitudes como o consumo de álcool ou drogas.

A autonomia que adolescentes demonstram ao manterem suas opiniões frente aos pais é transmitida também para o relacionamento com outros jovens, fazendo com que eles mantenham suas próprias crenças e não sintam que devem adotar certos comportamentos para se encaixar.

O papel dos pais também é importante nessa questão. Mesmo quando eles discordam do filho, é importante manter uma posição de apoio e compreensão. “Pode ser que adolescentes que estão seguros de sua habilidade de procurar suas mães quando estão sob estresse têm probabilidades menores de se sentirem dependentes de seus amigos próximos, e assim tendo menores chances de serem influenciados pelo comportamento de seus amigos quando ele é negativo.

Um estudo desenvolvido sobre o tema foi publicado no periódico Child Development.

Fonte: Live Science 22 de dezembro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: