Publicidade

Notícias de saúde

Mudança de modo de vida aumenta leva a aumento do peso no período entre a adolescência e a vida adulta

08 de janeiro de 2010 (Bibliomed). Pesquisadores norte-americanos avaliaram como as diferenças raciais/étnicas no IMC (Índice de Massa Carpórea) mudam ao longo do tempo na transição entre a adolescência (11-19 anos) e início da vida adulta (20-28 anos).

Na pesquisa, publicada na revista Archives of Pediatric and Adolescent Medicine , participaram mais de 20.000 estudantes americanos adolescentes, que foram entrevistados em 1994-1995 (fase I), e acompanhados em 1996 (fase II) e em 2001-2002 (fase III) como parte do estudo National Longitudinal Study of Adolescent Health.

Os resultados indicaram que existe uma diferença significativa entre o nível e as alterações no IMC ao longo da idade, sexo, raça/etnia e geração de imigrantes. Mulheres, segunda e terceira gerações de imigrantes, e indivíduos negros e hispânicos apresentaram aumento mais rápido do IMC entre a adolescência e o início da vida adulta. Aumentos no IMC são relativamente menores entre os homens, primeira geração de imigrantes e em indivíduos brancos e asiáticos.

A conclusão é que as diferenças no IMC e a prevalência de obesidade e sobrepeso aumentam com a idade, visto que os adolescentes abandonam suas casas e iniciam uma vida independente como adultos jovens por volta dos 20 anos.

Fonte: Arch Pediatr Adolesc Med. Volume 163, Number 11, Nov 2009. Pages 986-992

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: