Publicidade

Notícias de saúde

"Não me chame de mãe": como os pais desejam ser recebidos pelos pediatras

08 de outubro de 2009 (Bibliomed). A interação com o paciente durante a consulta é fundamental para estabelecer uma relação de sucesso. Pesquisadores de Michigan, nos Estados Unidos, estudaram as expectativas de pais em relação ao modo como eles eram recepcionados pelos pediatras e determinaram com que freqüência essas expectativas eram alcançadas.

Cem pais foram entrevistados ao final da consulta médica para saber sobre suas expectativas em relação à recepção por parte do médico. Foi perguntado quanto ao aperto de mãos, sobre a forma como o médico se referia aos pais e quanto a forma como os médicos se apresentaram. Ao todo, 81% eram mães, e 86% eram afro-americanos.

Mais de 80% dos pais esperavam que o médico lhes apertasse as mãos; 70% dos residentes e 66% dos médicos o fizeram. Oitenta e oito por cento dos pais queriam ser chamados pelo nome; 14% dos residentes e 24% dos clínicos o fizeram. Todos os pais gostariam que os médicos se apresentassem; 84% dos residentes e 93% dos clínicos se apresentaram.

A pesquisa concluiu que os médicos deixaram de apertar a mão e de chamar pelo nome diversos pais que aguardavam por este contato. Cerca de 90% dos médicos se apresentaram. Estes resultados podem desapontar os pais, de forma que os médicos devem ensinar essas técnicas de atendimento, bem como se policiar quanto aos próprios modos.

Fonte: Clinical Pediatrics. Volume 48, Number 7, 2009. Pages 720-722

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: