Publicidade

Notícias de saúde

EUA expuseram trabalhadores a radiação, diz jornal

WASHINGTON (Reuters) - O governo norte-americano contratou secretamente centenas de empresas privadas durante os anos 40 e 50 para processar uma grande quantidade de material de armas nucleares deixando um legado de trabalhadores e comunidades contaminados, legado esse que ainda persiste, afirmou o jornal USA Today na quarta-feira.

Autoridades federais conheciam os graves danos causados a empregados das empresas e às vizinhanças dos locais de processamento, mas relatórios com detalhes do problema foram classificados como secretos e colocados longe dos olhos do público, afirmou o diário.

De pequenas lojas familiares a grandes empresas da indústria química, instalações particulares de todo o país foram silenciosamente convertidas em processadores de perigosas toneladas de urânio, tório, polônio, berílio e outras substâncias radioativas e tóxicas a fim de construir o arsenal nuclear norte-americano.

Mas poucas empresas estavam preparadas para lidar com o material nuclear e milhares de trabalhadores foram expostos a níveis perigosos de radiação. Dezenas de comunidades tiveram sua atmosfera, sua água e seu solo contaminados pelo lixo tóxico, disse o USA Today.

A maior parte dos contratantes localizavam-se no cinturão industrial: no nordeste e sudeste do país. Essas empresas estavam em grandes cidades, como Detroit, Cleveland, Chicago e St. Louis, assim como em pequenas comunidades, como Lockport, Carnegie e Joliet.

"Esses lugares nem mesmo aparecem nos mapas", disse ao jornal Dan Guttman, ex-diretor do Comitê Presidencial de Aconselhamento sobre Experimentos de Radiação em Humanos.

O comitê foi montado em 1994 para investigar denúncias de que cientistas usaram verbas do governo para realizar experimentos durante a Segunda Guerra Mundial (1939-45) nos quais seres humanos foram expostos à radioatividade.

Os relatório dos anos 40 e 50 foram recentemente abertos à consulta pública.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: