Publicidade

Notícias de saúde

Complicações após o implante de stents coronarianos são mais raras após o primeiro ano

13 de setembro de 2004 (Bibliomed). No primeiro ano após o implante de stents coronarianos, os aspectos clínicos mais importantes se relacionam a complicações do procedimento e reestenose, mas pouco se sabe sobre a importância desses fatores a longo prazo.

Um estudo publicado na semana passada na revista Circulation, da American Heart Association, avaliou a evolução, após 5 anos, de 1.228 pacientes que se submeteram a implantes de stents coronarianos.

O índice de complicações para eventos relacionados ao local operado no primeiro ano foi 18.3% e para uma região diferente foi 12.4%. A taxa média de eventos no local operado para os anos subseqüentes foi de 1.7% ao ano e a taxa para lesões em outro local foi 6.3%.

Após cinco anos, a reestenose ocorreu em 20.3% dos pacientes. Os autores concluíram que os riscos após 1 ano do implante de stent coronariano se relacionam mais a outros locais de lesão do que à região operada.

Fonte: Circulation Volume 110, Issue 10, Pages 1226-30 - September 7, 2004

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: