Publicidade

Notícias de saúde

Trabalhadores do World Trade Center apresentam seqüelas respiratórias

17 de Maio de 2004 (Bibliomed). Dificuldades respiratórias continuam acometendo bombeiros e outros trabalhadores que ajudaram na remoção dos escombros do World Trade Center em Nova Iorque nos meses que se seguiram ao 11 de setembro de 2001, de acordo com um estudo divulgado pelo US National Institute of Environmental Health Sciences.

Reunindo dados de várias fontes, o estudo fez conexões diretas entre diversos agentes contaminantes e problemas de saúde. De 10.116 bombeiros avaliados clinicamente, 332 apresentam tosse persistente e outros sintomas respiratórios.

Os problemas de saúde aumentaram na medida em que as pessoas ficaram expostas à nuvem de pó, mas ainda estão sendo feitos subanálises para determinar quem estava sob risco mais alto. Muitos dos trabalhadores afetados tiveram tosse aguda, crises de broncoespasmo, e outras doenças respiratórias.

Os dois agentes principais causadores dos problemas foram partículas de cimento pulverizadas altamente alcalinas e fragmentos de vidro microscópicos que irritaram e lesaram a mucosa da área respiratória. A combinação criou, provavelmente, uma hiperreatividade brônquica crônica. Os trabalhadores foram também expostos ao chumbo, hidrocarbonetos aromáticos, e combinações de compostos organoclorados.

Fonte: The Lancet Volume 363, Number 9421 15 May 2004

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: