Publicidade

Notícias de saúde

Médico Britânico Pede Ampliação de Clonagem de Embriões

LONDRES (Reuters) - Os cientistas britânicos deveriam ter permissão de clonar embriões humanos em uma gama mais variada de pesquisas médicas, afirmou o médico chefe do governo britânico, Liam Donaldson, na quarta-feira.

Em 1990, o Parlamento aprovou a pesquisa com embriões para o tratamento de infertilidade e para evitar defeitos congênitos em crianças. Na quarta-feira, porém, Donaldson pediu que a permissão fosse ampliada.

Em um relatório intitulado "Pesquisa com células-tronco: progresso médico com responsabilidade", o médico chefe reafirmou seu apoio à ampliação da pesquisa com "clonagem terapêutica".

A prática envolve a coleta de material genético, a criação de um embrião a partir dele e, depois, o uso das células embrionárias para a formação de novos tecidos que seriam idênticos ao do paciente, contornando assim o problema da rejeição.

Donaldson afirmou que a pesquisa com embriões deveria ser permitida devido a seu "grande potencial para aliviar sofrimentos e tratar doenças".

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, afirmou que caberá ao Parlamento decidir sobre se os cientistas serão ou não autorizados a clonar células de embriões humanos em pesquisas hoje não permitidas.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: