Publicidade

Notícias de saúde

Células capazes de queimar gorduras podem pôr um fim à epidemia de obesidade

13 de Fevereiro de 2004 (Bibliomed). Novas pesquisas que envolvem o gene da leptina, uma proteína crítica para o metabolismo, revelaram um método capaz de transformar as células gordurosas em células capazes de queimar as gorduras.

Uma nova pesquisa conduzida em camundongos no Southwestern Medical Centre da Universidade do Texas, em Dallas, demonstrou que injeções do gene para leptina podem levar a uma perda de peso substancial, na medida em que as células gordurosas se modificam, passando a consumir gorduras, ao invés de armazená-las.

Quatorze dias depois de receberem um gene, que era transportado através de um vírus geneticamente modificado, os pesquisadores verificaram que os camundongos obesos haviam perdido 26% de seu peso corpóreo. O efeito de emagrecimento foi causado por uma mudança dramática na estrutura em função das células que normalmente armazenam as gorduras.

A terapia com leptina também foi capaz de suprimir o apetite dos camundongos.

A informação foi publicada esta semana na área de notícias da revista médica British Medical Journal.

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: