Publicidade

Notícias de saúde

Abstinência de cigarro pode causar efeito colateral

05 de Março de 2003 (Bibliomed). Quem pára de fumar corre mais riscos de desenvolver resfriados, dor de garganta, feridas e aftas na boca até seis semanas de abstinência, mostrou um estudo publicado no último dia 25 na Revista Médica Britânica de Controle do Tabaco. Mas esses problemas são reversíveis e não podem servir de desculpa para manter o vício, ressaltaram os médicos da Escola de Medicina de St. George, responsáveis pelo estudo. “É importante a pessoa estar psicologicamente preparada para os efeitos da abstinência ao fumo, que podem dar a ela menos vontade de continuar sem fumar”, disse Michael Ussher, um dos autores da pesquisa.

Os pesquisadores acompanharam 174 pessoas, depois de uma, duas e seis semanas sem fumar. Na primeira semana de abstinência, pelo menos um terço das pessoas estava resfriado, com dor de garganta, tossindo e espirrando. Na primeira quinzena sem tabaco, a mesma quantidade de pessoas tiveram úlceras. Os autores da pesquisa acreditam que o aparecimento de aftas está relacionado à perda do efeito antibacteriano do fumo, que mata bactérias que defendem o organismo de doenças, mas também aquelas que são nocivas.

Já a maior propensão a resfriados viria de uma redução da atividade do sistema imunológico, que também estaria relacionada ao fumo. “Trata-se de efeitos colaterais inesperados da abstinência. É preciso alertar as pessoas”, disse Ussher.

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. São 4 milhões de mortes a cada ano por problemas decorrentes do fumo, o que corresponde a mais de 10 mil mortes por dia. No Brasil, são 200 mil. De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), um terço da população brasileira adulta fuma, sendo 11,2 milhões de mulheres e 16,7 milhões de homens. A maioria dos fumantes tem entre 20 e 49 anos de idade, mas 90% ficam dependentes da nicotina entre os 5 e os 19 anos de idade. Nessa faixa etária, existem no país 2,4 milhões de fumantes.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: