Publicidade

Notícias de saúde

Maioria dos Adultos faz Uso Incorreto de Medicamentos

Por Amy Norton

NOVA YORK (Reuters Health) - Bombardeadas com prescrições e seduzidas por promessas de medicamentos que não precisam de receita médica muitas pessoas parecem estar fazendo uso incorreto dos tratamentos médicos, afirmam pesquisadores norte-americanos.

Em um estudo com cerca de 300 pacientes de clínicos gerais e cardiologistas, pesquisadores descobriram que 76 por cento deles tinham interrompido o uso de drogas prescritas, não estavam tomando a dose certa ou estavam usando medicamentos que seus médicos não tinham conhecimento. Pacientes com 40 anos ou mais apresentaram maior tendência do que aqueles mais jovens a apresentarem esse comportamento.

"Descobrimos que é comum esta discrepância entre o que pacientes estão tomando e o que os médicos pensam que eles estão tomando", disse Susanna E. Bedell, do Centro Cardiovascular Lown, em Massachusetts.

"Ficamos muito surpresos pela extensão das nossas descobertas", acrescentou Bedell. "Mas penso que não deveríamos."

Não deveria haver surpresas, porque muitos adultos vêem mais de um médico, fazem buscas sobre saúde na Internet e escutam informações sobre medicação e suplementos de pessoas sem o devido conhecimento médico.

Ela afirma que tomar drogas de maneira incorreta ou combinando medicamentos sem o conhecimento do médico pode provocar problemas. Mesmo medicamentos fitoterápicos, disponíveis em lojas de alimentos naturais, podem interagir com drogas de prescrição médica.

Segundo Bedell, os pacientes precisam informar seus médicos sobre todos os medicamentos e suplementos que estão tomando e devem consultar antes de interromper o tratamento com um remédio prescrito.

Em entrevistas com os pacientes, Bedell e sua equipe descobriram que muitos queriam saber mais informações sobre as drogas prescritas por seus médicos ou estavam preocupados com seus efeitos colaterais. Muitos que visitaram mais de um médico, reclamaram da opinião conflitante sobre as medicações.

Fonte: Archives of International Medicine 2000; 160:2129-2134.

Sinopse preparada porReuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall n

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: