Publicidade

Notícias de saúde

Nicotina compromete aprendizado e capacidade de memorização

16 de Maio de 2002 (Bibliomed). A nicotina contida em cigarros reduz a produção de neurônios nos fumantes e provoca alteração dos mecanismos de aprendizado e memorização. A conclusão é de um estudo francês divulgado na última edição do “Journal of Neurosciences”, publicação científica norte-americana.

Os pesquisadores Djoher Nora Abrous e Pier Vincenzo Piazza, do Instituto Nacional de Pesquisa Médica, em Bourdeaux, sudoeste da França, usaram ratos como cobaias. Durante 42 dias, eles estudaram a região do cérebro dos roedores responsável pela produção de novos neurônios e capaz de intervir na memória e na capacidade de aprendizado. O objetivo era comprovar biologicamente que a exposição crônica à nicotina causa danos no cérebro e prejudica os trabalhos cognitivos.

Os ratos foram divididos em três grupos: alguns roedores receberam altas doses de nicotina; outros foram expostos a baixas taxas da substância, e um terceiro grupo permaneceu sem nicotina durante a experiência. Comparando o comportamento do cérebro dos diferentes ratos, os cientistas constataram que o consumo da nicotina atrapalha o processo de renovação dos neurônios, diminuindo o número de células geradas.

Quanto maior a quantidade de nicotina absorvida pelos ratos, mais graves foram as conseqüências. Em alguns casos, a produção de neurônios caiu pela metade. A morte celular também aumentou nos ratos que consumiram alta quantidade de nicotina.

Além disso, a presença da proteína PSA-NCAM, normalmente produzida pela migração de neurônios de uma área a outra do cérebro, diminuiu significativamente – o que levou os pesquisadores a concluir que a nicotina compromete a plasticidade das células nervosas, isto é, a capacidade de mudar de função ou estrutura de acordo com a necessidade do cérebro.

De acordo com o estudo, as doses de nicotina dadas aos ratos são equivalentes às absorvidas pelos fumantes. Por isso, os pesquisadores acreditam que o efeito nocivo da nicotina é semelhante nos seres humanos. Os dependentes do cigarro têm agora mais um motivo para largar o vício. Além de favorecer o aparecimento de várias doenças, como câncer, distúrbios cardiovasculares e respiratórios, o tabagismo pode ainda prejudicar atividades cerebrais.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: