Publicidade

Notícias de saúde

Inglaterra se preocupa com alto índice de mortes por cirrose entre adolescentes

Belo Horizonte, 18 de Dezembro de 2001 (Bibliomed). O abuso de álcool pelos jovens ingleses já era de conhecimento das autoridades de saúde da Inglaterra. Outra constatação, entretanto, deixou o Conselho do Governo Britânico na Área de Saúde ainda mais preocupado. O excesso de bebida alcoólica entre jovens na Inglaterra está elevando de maneira alarmante os casos de cirrose. O aumento da ocorrência da doença é mais evidente entre as adolescentes.

O governo britânico pretende adotar medidas eficientes para reverter o quadro. A Inglaterra já foi advertida por países-membros da União Européia, que apresentaram dados comprovando a redução significativa de cirrose entre suas populações. Um plano de orientação ao consumo moderado de bebida alcoólica estava sendo preparado para 2004, mas deve ser colocado em prática pelo governo inglês antes da data prevista anteriormente.

No ano de 2000, mais de 4 mil ingleses morreram de cirrose, dos quais dois terços tinham menos de 65 anos. Este ano, cerca de 1,6 mil mulheres inglesas morrem devido a cirrose, número superior aos óbitos provocados por câncer do colo uterino. Em 1994, as mortes entre mulheres por cirrose era de 1,2 mil.

Um relatório oficial do conselho britânico em saúde revela que a quantidade de mulheres entre 18 e 24 anos que ingerem bebida alcoólica em excesso é o dobro em relação ao número de homens na mesma faixa etária. No ano de 2000, aproximadamente 500 homens entre 25 e 44 anos morreram de cirrose na Inglaterra. O número de mortes entre mulheres da mesma faixa etária foi de cerca de 300. Nos últimos 30 anos, o registro de mortes pela doença aumentou oito vezes na Inglaterra entre homens e sete vezes entre mulheres, na faixa etária entre 35 e 44 anos.

A cirrose é caracterizada pela substituição do tecido normal do fígado por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do fígado. A doença tem como causas principais o consumo excessivo de álcool e a hepatite C. Ela é incurável, mas um tratamento médico pode prevenir a sua progressão.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: