Publicidade

Notícias de saúde

O soluço tem mais de 100 causas

Belo Horizonte, 10 de Julho de 2001 (eHealthLA). O soluço é a contração rápida e involuntária do diafragma (músculo que separa o tórax do abdômen), levando à interrupção momentânea da inspiração, o fechamento parcial da garganta e a emissão do som agudo característico.

Existem mais de 100 causas para o soluço, desde simples até mais complicadas. Pode ser induzido por reflexos após exageros: comer demais, dar risadas contínuas, fumar ou ingerir bebidas alcoólicas em excesso.

Uma simples mudança de temperatura, no caso de pessoas mais sensíveis, e a ingestão de alimentos muito quentes ou muito frios podem provocar o aparecimento do soluço.

Cócegas e aerofagia (quando se engole ar durante a fala, o que ocorre com freqüência entre pessoas ansiosas), também despertam o soluço, assim como o estresse e emoções súbitas, mesmo agradáveis.

Os soluços também são reflexos de estímulos originados no sistema nervoso central. Pacientes com meningites, encefalites, tumores e hemorragias intracranianas costumam soluçar. Doenças da pleura (membrana que envolve o pulmão) e do mediastino (espaço existente entre os pulmões) têm como conseqüência o soluço.

Por isso, infarto do miocárdio, derrame ou inflamação da pleura e alterações do nervo do diafragma, chamado frênico, também levam à contração involuntária do diafragma.

Quase sempre, o soluço aparece de forma inesperada e vai embora sem que nada seja feito. Algumas vezes, entretanto, o soluço é persistente e dura dias. As pessoas costumam apostar em técnicas populares para afastar o incômodo.

Colocam um pequeno pedaço de algodão ou fita na testa do bebê ou bebem um copo de água com a cabeça voltada para o chão. Os métodos podem até resolver, mas não são baseados em explicações científicas.

Há manobras eficazes para interromper o ritmo respiratório normal e eliminar o soluço. Qualquer um pode tentar. Uma delas seria deitar, levar os joelhos em direção ao tórax e comprimi-lo.

Outra seria segurar a respiração por um tempo maior que o usual ou suspirar intensamente. Estimular a língua e outras estruturas da cavidade oral com torrões de açúcar também pode resolver. No caso de persistência, deve-se fazer uma avaliação médica.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: